>Memórias – Aulas e regras

>Na primeira semana de aulas, ficávamos a saber todas as regras da escola.
Logo no primeiro dia, a professora mandava-nos sentar nas carteiras, depois compunha a situação da melhor maneira: os mais pequenos nas carteiras da frente, os mais altos nas de trás e, se houvesse duas classes, então, ficava um aluno de cada classe na mesma carteira. Pois um dos principais objectivos era evitar que o aluno copiasse pelo parceiro.
Todos devíamos chegar antes da professora e, quando isso não acontecia, e todos já tinham entrado, era necessário abrirmos um bocadinho a porta e pedir licença à senhora professora para entrar. Depois, dirigíamo-nos à sua secretária e justificávamos o atraso – o que fazíamos com muito medo, não fosse a professora ralhar ou dar-nos uma reguada.
No início de cada aula, de pé, rezávamos uma oração, seguida de um Pai Nosso e de uma Avé Maria. Talvez muitos já nem se lembrem da oração que rezávamos. Se faltar alguma coisa, os entendidos que me desculpem, mas tenho uma vaga ideia de que era assim: “Ó Jesus, divino Mestre, iluminai a minha inteligência, dirigi a minha vontade, purificai o meu coração, para que eu seja sempre fiel cidadão e útil à Pátria”.
Quando outra professora entrava na nossa sala, levantávamo-nos todos e só nos sentávamos após autorização, e tornávamos a levantar-nos aquando da saída desta da sala de aula.
Quando a nossa professora precisava de se ausentar da nossa sala, era escolhido por esta um aluno (geralmente o mais bem comportado) para tomar conta dos outros, mais precisamente para estes não fazerem barulho. Esse aluno ficava de pé junto ao quadro e quando algum colega falava anotava o nome deste no quadro. Na maioria das vezes, apagava-o antes de a professora entrar. Outras vezes já não ia a tempo e os alunos com o nome no quadro levavam um par de reguadas, para não voltarem a fazer o mesmo.
Aos sábados também havia aulas, mas diferentes dos outros dias da semana. Neste dia, cantávamos o Hino Nacional, varríamos a sala de aulas e depois vínhamos para o recreio fazer alguns jogos ensinados e coordenados pela professora.
Boas aulas, até breve.
Filomena Monteiro

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

One Comment

  1. Silvana Rego

    Lembro-me perfeitamente e esta oração ainda hoje eu a rezo.

    “Jesus, divino e Mestre, iluminai a minha inteligência, dirigi a minha vontade, purificai o meu coração, para que eu seja sempre fiel a Deus cidadão e útil à Pátria”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *