Estatuto Editorial

penaO Jornal da Golpilheira é um órgão de comunicação social regional, de periodicidade mensal, que visa a promoção e o desenvolvimento da freguesia da Golpilheira, em estreita cooperação com os poderes e associações culturais da comunidade, legitimamente instituídos.

O Jornal da Golpilheira é autónomo face aos poderes políticos, confessionais ou outros, orientando a sua conduta no espírito da liberdade de informação, de pensamento e de expressão. Não obstante, assume-se como órgão de comunicação social de inspiração cristã, pelo que se reserva o direito de recusar a publicação de ideias, opiniões ou campanhas que, de alguma forma, contradigam os princípios da fé cristã ou a normativa ética da Igreja Católica.

O Jornal da Golpilheira, consciente da importância do passado para a leitura do presente, tem na recolha e investigação das raízes e vivências desta freguesia uma das mais vincadas linhas da sua orientação temática, constituindo ele próprio um legado às gerações futuras, proporcionando-lhes uma leitura acessível sobre os seus elementos históricos, culturais, etnográficos e sociais em geral.

O Jornal da Golpilheira, comprometido na realidade presente como forma de preparar seriamente o futuro, assume-se como tribuna da voz e eco dos anseios das populações, tendendo ao progresso das suas condições de vida, num desenvolvimento integrado de todas as suas forças vivas. Procurando a selecção criteriosa da informação, defende uma linha editorial positiva e construtiva, tendo sempre presente a salvaguarda do interesse colectivo. Não descurando o profissionalismo do trabalho apresentado, promoverá a real participação das gentes da terra na elaboração dos seus conteúdos, incluindo as pessoas mais simples, enquanto manifestarem a riqueza e diversidade do seu viver, pensar e sentir.

O Jornal da Golpilheira compromete-se a respeitar os princípios deontológicos da imprensa e a ética profissional, de modo a não poder prosseguir apenas fins comerciais, nem abusar da boa fé dos leitores, encobrindo ou deturpando a informação.

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *