Golpilheira passa à 2ª fase da Taça Nacional

Fonte: http://golpilhas.blogspot.pt


As nossas Golpilhas estão de PARABÉNS!!! Depois de no passado dia 19 de Maio terem vencido o N.S.Leiria por 7-3 e da equipa do Vilaverdense ter goleado a equipa da Guarda Unida por 19-0, o C.R.Golpilheira necessitava não só de vencer o último jogo como também garantir que nas contas finais tivessem mais 3 golos do que a equipa da Figueira. Isto porque a equipa do Vilaverdense ia para o ultimo jogo com uma vantagem sobre nós de 2 golos e uma vez que as duas equipas estavam empatadas, passava equipa com mais golos marcados.

A ultima jornada foi de muitos nervos e certamente de muita pressão para estas duas equipas que partilhavam do mesmo objectivo…passar à fase seguinte na Taça Nacional.

Enquanto na Figueira o G.R.Vilaverdense defrontava o N.S.Leiria, o C.R.Golpilheira defrontava na Batalha, a Casa do Benfica de Belmonte.

A jogar em casa mas com a cabeça também no resultado na Figueira, as nossas Golpilhas não entraram bem no jogo e golo teimava em não aparecer. A equipa adversária limitava-se a fechar-se bem na sua área e tentava jogar no contra-ataque. O tempo ia passando e na bancada surgiu a noticia que a equipa do Vilaverdense já vencia o N.S.Leiria por 1-0. Apesar da noticia os nossos adeptos não deixaram de acreditar e a partir dai apoiaram cada vez mais a sua equipa. Rita Eusébio leva o publico ao rubro ao inaugurar o marcador, quase ao mesmo tempo que na Figueira a equipa de Leiria empatava o jogo. Ainda assim era necessário que as nossas Golpilhas marcassem por mais duas vezes e o resultado do G.R.Vilaverdense ficasse assim. Tal não aconteceu e ainda antes do intervalo a equipa da Figueira volta a por pressão na Golpilheira ao marcar o 2º golo.

Também na Batalha as nossas Golpilhas não baixavam os braços e depois de algumas falhas que só aconteceram por todo o stress e pressão que estavam a a sentir, Irina Araújo volta a dar esperança à equipa e a todos os que acompanhavam e sofriam com o jogo, levando a equipa de Teresa Jordão a vencer por 2-0 ao intervalo.

O jogo na Figueira estava um pouco mais adiantado que o nosso e logo que começou a 2ª parte na Batalha já o G.R.Vilaverdense vencia por 3-1.

Sempre atrás do “prejuízo” o C.R.Golpilheira nunca deixou de acreditar e 2 minutos após o inicio da 2ª parte e depois de uma boa jogada de equipa, Sandrita faz o 3-0.

Apesar de estar a vencer, este resultado não servia à equipa da casa que precisar marcar mais golos…quantos mais…melhor.

Na Figueira o Núcleo reduzia a vantagem para 3-2 e na Batalha desesperava-se por golos. Golo esse que chegou a 12 minutos do fim novamente por Irina Araújo depois de uma jogada de contra-ataque dirigida por Liliana Salema (Licas). Com este resultado as nossas Golpilhas passavam para frente, mas estava destinado que tínhamos de sofrer até ao fim e a equipa da Figueira marca o 4 golo deixando tudo empatado.

Faltavam ainda 7 minutos para o fim do jogo na Batalha, quando o jogo do G.R.Vilaverdense acabou (4-2).

Tudo dependia de nós…se marcássemos e não sofrêssemos passávamos a fase seguinte…se não marcássemos o Vilaverdense passava por mais golos marcados que nós na fase de grupos. (1 golo a mais).

O tempo passava e o golo não chegava…ou porque a G.Redes da equipa adversária defendia tudo, ou porque as nossas golpilhas estavam cada vez mais ansiosas e não faziam os passes e remates certos…ou porque o poste e a barra estavam lá para impedir o tão desejado golo. Só a 2 minutos do fim o pavilhão “explodiu” de alegria quando Jessica Pedreiras marca o 5 golo da sua equipa e carimba a passagem da Golpilheira à fase seguinte.

A partir daí foi gerir o resultado e esperar pelo apito final para festejar mais um grande feito da equipa de Teresa Jordão que neste momento já é uma das melhores quatro equipas do país.

A todas as pessoas que foram apoiar a nossa equipa..a todos aqueles que juntamente connosco continuam a sonhar e a acreditar em nós…o nosso MUITOOOOO OBRIGADAAAA 🙂

À equipa do G.R.Vilaverdense desejamos as maiores felicidades…vocês são “gigantes”, uma excelente equipa, com uma excelente equipa técnica, com uma excelente equipa de apoiantes e provámos que o FUTSAL é magico quando duas grandes equipas se defrontam. Bem Hajam e continuação de bom trabalho.

Jogos da Fase Final

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.