Celebração na Batalha: Nove adultos “eleitos” para o Baptismo

No passado domingo, dia 5 de Março, primeiro domingo da Quaresma, nove catecúmenos provenientes das paróquias da Batalha, Fátima, Marinha Grande, Pataias, Alqueidão da Serra e Colmeias viveram os ritos próprios da passagem ao tempo de preparação mais intensa para os sacramentos da iniciação cristã (Baptismo, Confirmação e Eucaristia).

A celebração decorreu na paróquia da Batalha, presidida por D. António Marto, e foi antecedida de um encontro com os catecúmenos, seus catequistas, padrinhos, familiares, amigos e sacerdotes que os acompanham na caminhada. Para além do conhecimento mútuo, o Bispo diocesano incentivou-os pessoalmente na sua caminhada catecumenal e, traçando o sinal da cruz em cada um, disse-lhes: “Recebe a cruz na tua fronte. Cristo te fortalece com o sinal do seu amor. Aprende agora a conhecê-l’O e a segui-l’O”.

Já na igreja matriz, no rito da eleição, os nove candidatos foram apresentados e interrogados sobre as suas disposições. Depois, inscreveram o seu nome no livro próprio para o efeito e foram ungidos com o óleo dos catecúmenos. Por fim, o Bispo entregou-lhes o texto do Credo, para que possam acolher e professar a fé, dizendo-lhes: “Caríssimos eleitos, escutai as palavras da fé, daquela fé que vos dará a justificação. São poucas essas palavras, mas encerram grandes mistérios. Recebei-as com sinceridade e guardai-as no coração”.

Na homilia da celebração, a partir do texto das tentações, D. António Marto procurou ajudar, não apenas os catecúmenos, mas toda a comunidade ali reunida, a perceber a diversidade de tentações que nos cerca, a ver a tentação como algo que nos pode ajudar a crescer espiritualmente quando acolhemos os dons do Espírito Santo e, como Jesus, na resposta à Palavra de Deus, encontrarmos a fortaleza para escolher o caminho da paz e do amor. “É nesse caminho que Maria, nossa Mãe, nos ajuda a viver”, salientou o Bispo a terminar a homilia.

A partir desta celebração, a sua caminhada entra numa nova etapa. Depois da fase catecumenal, que procurou ajudar no caminho de conversão e adesão a Cristo, são agora “eleitos”, considerados aptos para a preparação próxima, que ocorre habitualmente durante o tempo quaresmal, para que possam celebrar os Sacramentos da Iniciação Cristã, o que acontece habitualmente na Vigília Pascal. Depois do Baptismo, o tempo da mistagogia, que corresponde ao Tempo Pascal, ajuda os neófitos a aprofundar e saborear os mistérios que celebraram e a integrarem-se plenamente na comunidade cristã.

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Por Jornal da Golpilheira

Fundador e Director - Luís Miguel Ferraz

Ver todos os artigos de Jornal da Golpilheira.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.