>Batalha foi “aldeia medieval”

>Batalha foi “aldeia medieval”

>https://picasaweb.google.com/s/c/bin/slideshow.swf

I Encontro Europeu de Grupos de Animação Histórica

A Batalha acolheu, de 12 a 15 de Maio, o I Encontro Europeu de Grupos de Animação Histórica, iniciativa que trouxe a esta vila alguns dos grupos de recriação histórica mais representativos do nosso país e da Europa.

Ao longo de 4 dias, cerca de 120 pessoas mostraram o seu trabalho ao público, com actividades tão diversas como jogos medievais, desfiles temáticos, saltimbancos e malabaristas, falcoaria, mostras de armas e artes de fogo, provas de perícia e pontaria, o cortejo de recepção ao Condestável Nuno Álvares Pereira, o desfile dos homens em armas de partida para a guerra com Castela e a reconstituição de uma Missa em latim. Houve ainda uma zona infantil com diversos jogos medievais.

Com a realização deste encontro, o Município da Batalha pretendeu destacar a vertente histórica da vila heróica, que nasceu precisamente com a construção do Mosteiro de Santa Maria da Vitória, pela vitória dos portugueses na Batalha Real ou de Aljubarrora, ocorrida em 1385.

Inserida nesta actividade, teve lugar no dia 13, a conferência “Recriação Histórica: Festa / Facto?”, que contou com a participação de diversos especialistas das áreas da história e das recriações. No mesmo dia, foi apresentada a obra “Batalha – Viagem a um Mosteiro desaparecido com James Murphy e William Beckford”, da autoria de Pedro Redol, técnico superior do Mosteiro da Batalha, numa edição do CEPAE – Centro de Património da Estremadura.

Fotos: MCR

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.