>Marrazes vence GRAP (3-1) na final

>Marrazes vence GRAP (3-1) na final

>Futebol de 11 – Campeonato Distrital de Juvenis

A final do Campeonato Distrital de Juvenis colocou o SCL Marrazes e o GRAP Pousos frente a frente, no passado dia 21 de Maio, no estádio Vale das Éguas, em Albergaria dos Doze. Estas equipas estiveram integradas na mesma série na primeira fase, com o Marrazes a vencer os dois encontros disputados. O GRAP pretendia desforrar-se neste encontro, mas como mostrou o Chico na sua camisola interior, “não há duas sem três”.

Os atletas de ambas as equipas conhecem-se muito bem e muitos até são amigos, mas no jogo cada qual defende a sua “dama” da melhor forma possível. O Marrazes foi a primeira equipa a criar perigo, com o GRAP a responder em contra-ataque, conseguindo mesmo marcar primeiro. Apesar de acusar algum nervosismo com este golo, o Marrazes foi estabilizando, mas não conseguiu marcar até ao intervalo.

Apesar de Chico estar lesionado, com rendimento abaixo do habitual na primeira parte, Paulo Silva, treinador do Marrazes, apostou na sua continuação em campo e foi uma decisão acertada. Com grande espírito de sacrifício, muita raça e a ajuda dos colegas e do fervoroso público, foi este o jogador a operar uma reviravolta espectacular no marcador. Numa excelente jogada, à entrada da área, desferiu um potente remate muito bem colocado, tornando inútil a estirada do guarda-redes contrário, com um golo que provocou o delírio dos colegas e dos apoiantes. A partir daqui, a confiança aumentou e, poucos minutos depois, o mesmo Chico apontou o segundo golo. A alegria foi de levar alguns às lágrimas, numa emoção que não dá para descrever. Mas o jogo não tinha acabado ainda e Chico voltou a brilhar com um remate à poste, que Ednilson aproveitou na recarga para fazer de cabeça o terceiro do Marrazes

Ao apito final do árbitro, todos os atletas, mesmo os que não foram utilizados neste encontro, comungaram da mesma alegria esfuziante. A entrega da Taça não demorou muito, significando um prémio justo para quem treina com assiduidade, com empenho e com coragem. É também um prémio para os seus directores, treinadores e outros colaboradores, que acreditam na excelente matéria-prima que o Marrazes tem e na sua mística “força Marrazes que ainda há esperança”.

Comportamento triste do treinador da GRAP

Ao fazer esta reportagem, ouvi o treinador do GRAP dar instruções a um seu jogador: “vês aquele n.º 7 (Chico), dá-lhe naquele lado em que está mais debilitado e arruma-o”. Para além disto, contestava sempre as decisões do árbitro, tanto contra como a favor (pedindo cartões amarelos para o Marrazes) e acabou por ser expulso no decorrer da segunda parte. Demonstrando falta de educação e desportivismo, atirou a medalha que tinha recebido no início do jogo para o chão e, antes da entrega da Taça à equipa dos Marrazes, ordenou aos atletas do GRAP que abandonassem o campo. Não contente com tudo isto, agrediu o fiscal de linha e foi detido pela GNR, devendo ser presente a Tribunal no dia seguinte.

O resultado não vai ser bom para ele nem para o clube que representa. Mesmo que se tenha arrependido, o mal já está feito e com estes tristes exemplos não merece estar à frente de uma equipa de jovens, até porque já teve comportamentos idênticos no passado. Como pai, não colocaria um filho sob orientação deste treinador e, como dirigente de uma associação, não o admitiria nos meus quadros técnicos.

Atletas da Golpilheira

Os leitores podem questionar o porquê de uma notícia do Marrazes no nosso jornal. É que quatro dos atletas desta equipa fizeram a sua formação até aos Sub 13 na Golpilheira: Leonardo Patrício, Francisco Silva (Chico), Mauro Nicolau e Miguel Rito. Sempre que posso acompanho esta equipa, porque colaborei no início da formação destes quatro jogadores e um deles é meu filho. Tenho muito orgulho em que eles representem o Marrazes, que adoram e onde ganharam grandes amigos. No fundo, aquela Taça também é “um bocadinho” do meu clube do nosso coração: o Centro Recreativo da Golpilheira.

Refiro ainda que, nos Juniores dos Marrazes, está outro campeão, Cristiano Matos, que também iniciou a sua formação no CRG.

Manuel Carreira Rito

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.