171 – Discos

171 – Discos

LISBOA MULATA
Dead Combo

Universal Music Portugal
Tó Trips e Pedro Gonçalves são os Dead Combo. Desde a sua formação, em 2003, tem sido um projecto de referência no panorama musical português e internacional. Os cinco álbuns editados testemunham a qualidade da dupla, três dos quais foram galardoados com “Álbum do Ano” e “Álbum da Década” em Portugal. Com este novo álbum de originais, tocam uma Lisboa mestiça, popular, que dança, ora Morna ora Viva! Esta Mulata vai sair dia 3 de Outubro para a rua, acompanhada por Marc Ribot, Camané, Sérgio Godinho e Alexandre Frazão. São estes os convidados deste disco que promete pôr Lisboa e o resto do País a dar às ancas com esta Lisboa Mulata, desenfreada de chinelo no pé! São os Dead Combo de volta às músicas sem muitos arranjos, directos à alma e, neste caso, com o volume no máximo para acordar os vizinhos! Lisboa Mulataaaaaaaaaa!

FADOS E AS CANÇÕES DO ALVIM
Fernando Alvim

Universal Music Portugal
Fernando Alvim, reputado mestre da viola, apresenta este mês o seu álbum de inéditos, uma série de 18 fados e 17 canções, reunidas num só disco. “Os Fados e as Canções do Alvim” traduzem a sua extraordinária capacidade de composição e enorme versatilidade musical. Para este trabalho, o músico convidou inúmeros intérpretes, poetas e instrumentistas, procurando que cada um se identificasse com a respectiva música e se sentisse bem a interpretá-la. Carlos do Carmo, Ana Moura, Camané, Rui Veloso, Cristina Branco, Marco Rodrigues, António Zambujo, Ana Sofia Varela, entre outros, são alguns dos nomes que participam no disco. Fernando Alvim. O jornal Expresso associa-se ao lançamento do disco e disponibiliza no seu site, para download legal e gratuito, a música «Cedo», com a interpretação de Cristina Branco.

PUB

MÚTUO CONSENTIMENTO
Sérgio Godinho

Universal Music Portugal
Mútuo Consentimento, o novo disco de Sérgio Godinho entrou directamente para o número 1 do top de vendas. O álbum, editado no passado dia 12 de Setembro, conta com as participações de Bernardo Sassetti, Francisca Cortesão (Minta), Noiserv, o percussionista António Serginho, a Roda do Choro de Lisboa e os já habituais Assessores. Passados 40 anos desde a edição do seu primeiro disco, ‘Os Sobreviventes’, este novo trabalho relembra-nos do seu talento de sempre na arte de cantar palavras que acompanham as nossas vidas, como se de um fio condutor se tratasse. Nessa narrativa, transversal, geracional, encontramos declarações de amor, histórias do quotidiano, simples olhares, mas também a contundência de quem analisa a sociedade….ou não fosse Sérgio Godinho o “escritor de canções”. Com apresentações marcadas para os Coliseus do Porto e Lisboa, a 16 e 24 de Novembro, respectivamente.

NEVERMIND
Nirvana

Universal Music Portugal
Editado em Setembro de 1991, «Nevermind», o segundo álbum dos Nirvana, e a sua estreia por uma multinacional, elevou Kurt Cobain, Krist Novoselic e Dave Grohl de banda de culto de Aberdeen, Washington, aclamada pela crítica, a porta-vozes de toda uma geração. Inconscientemente, ao mesmo tempo que provocaram uma mudança cultural, os Nirvana criaram um marco musical. Até ao final desse ano, depois de atingir o topo de praticamente todas as tabelas mundiais, acabando por vender mais de 30 milhões de exemplares em todo o mundo, «Nevermind» revelar-se-ia muito mais do que o mais bem sucedido e determinante álbum do seu tempo – ou de todos os tempos. Sendo o registo que trouxe de volta aos lugares cimeiros dos topes a verdadeira integridade e paixão do rock’n’roll, «Nevermind» havia de assumir-se como uma inspiração singular, ao longo das últimas duas décadas, tanto para fãs quanto para músicos. Sem sombra de dúvidas, vai continuar a sê-lo para as gerações vindouras.
Quando se assinala o 20.º aniversário de «Nevermind», a Universal apresenta uma reedição dando-lhe o cunho de clássico incontornável que merece. Com configurações distintas – que vão de uma edição Super Deluxe limitada a 40 mil exemplares numerados, composta por 4 CDs e 1 DVD, até uma remasterização do álbum original, em CD e formato digital comum –, revelam-se dezenas de gravações inéditas, obscuros lados B, misturas alternativas, sessões radiofónicas, raridades de estúdio e gravações ao vivo, incluindo, na íntegra, o concerto do Halloween de 1991, no Paramount Theatre, em Seattle. Isto para além de um deslumbrante livro de 90 páginas recheado de fotografias raras e inéditas, diversos documentos e outros artefactos visuais da época de «Nevermind». Uma pérola para os fãs e melómanos em geral.

SUPERHEAVY
Mick Jagger – Damian Marley – A.R. Rahman – Dave Stewart – Joss Stone
Universal Music Portugal

Mick Jagger juntou-se ao fundador dos Eurythmics Dave Stewart, à cantora soul Joss Stone, ao multi-galardoado compositor A. R. Rahman e à estrela do reggae Damian Marley, para formar um projecto chamado SuperHeavy. Depois de terem escrito 26 canções nos primeiros seis dias que passaram juntos, as gravações do álbum partiram de Los Angeles para se espalharem pelo sul de França, Turquia, Miami, Caraíbas e Chennai, na Índia – locais completamente diferentes que espelham a variedade musical e geográfica nas raízes dos cincos elementos. Segundo Orla Lee, directora da A&M britânica, “a invulgar reunião de artistas envolvidos em SuperHeavy traduz-se numa campanha destinada a chegar aos mais variados fãs, quer se fale em termos de música ou de geografia”.

DEEP CUTS 3
Queen

Universal Music Portugal
Entre 1984 e 1995, os Queen editaram os seus cinco derradeiros álbuns de estúdio e consolidaram a sua reputação de maior, mais arrojada e destemida banda do mundo. Atingiram o estatuto de lendas quando protagonizaram a grande actuação do século, no Live Aid, e quando esgotaram a lotação de estádios, um pouco por todo o mundo. Nesta fase, os Queen editaram algumas das suas mais amadas e elogiadas canções, tanto antes quanto após a morte de Freddie Mercury, em 1991. O terceiro título da série “Queen: Deep Cuts” oferece um novo olhar sobre as faixas menos conhecidas dos cinco discos desta fase: «The Works», «A Kind of Magic», «The Miracle», «Innuendo» e «Made In Heaven».

MÚSICA PARA CHURRASCO – VOL 1
Seu Jorge

Universal Music Portugal
«Música para Churrasco – Vol 1» é o título do novo disco de Seu Jorge. Editado em Agosto, é o álbum que marca o regresso aos originais de uma das estrelas mais importantes da música brasileira. Mas não são uns simples inéditos. Nada na vida de Seu Jorge, aliás, é feito de simplicidade. São 10 músicas “à Seu Jorge”. Samba tocado como se fosse funk, como se Jorge Ben Jor andasse de mão dada com Cartola. Estas 10 músicas são especiais. São para se ouvir no verdadeiro ambiente de farra. Com a “turma”. Num churrasco com a vizinhança. As músicas descrevem precisamente esse pendor mais de rua, como uma crónica social de muitas as personagens. É um disco que passa pelo churrasco, futebol, mulheres, cerveja e amizade. A produção é de Mário Caldato.

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.