Espaço Libris: 8 anos feitos e o olhar no futuro

Espaço Libris: 8 anos feitos e o olhar no futuro

Empresa de decoração com raízes na Golpilheira

“Ainda há pouco tempo nasceu e já lá vão 8 anos de decoração, profissionalismo, criatividade, inovação e design… com a finalidade principal da satisfação total dos clientes”, refere o golpilheirense Marco Ferraz, um dos sócios gerentes da Espaço Libris – Decoração de Interiores, Lda.
Desde 24 de Julho de 2004, a empresa tem vindo a cumprir os objectivos traçados, “numa estratégia de crescimento paulatino e sustentado, sempre com o cuidado de acompanhar tendências e antecipar formas de ultrapassar as adversidades sócio-económicas de cada época”, acrescenta Paulo Cruz, o outro gerente da sociedade, residente nos Andreus. Presentemente, com dois espaços de atendimento e exposição em Leiria e Lisboa, a Espaço Libris é já uma marca de referência no sector da decoração, actuando em vários âmbitos desde mercado, nomeadamente, na habitação, espaços de público e hotelaria.
Nestes 8 anos de existência, a aposta foi na criação de uma cultura de imagem própria e em conceitos que se tornassem característicos do seu trabalho, mas sem descurar a perspectiva de expansão, tanto a nível nacional, como internacional. Prova disso é a forte campanha de marketing que iniciou este mês e irá decorrer até ao final do ano, em vários meios de comunicação espalhados pelas principais cidades do País.
A participação anual assídua na FIL – Feira Internacional de Lisboa, tem projectado o nome da empresa ao nível do que de melhor existe no País. E, actualmente, o horizonte projecta-se já além fronteiras, em especial, no mercado francês e angolano. Estes passos são “naturais neste rumo de sucesso, na senda de levar a marca e imagem Espaço Libris tão longe quanto possível, sempre com a distinção qualitativa e inovadora com que muitos já nos conhecem”, consideram os gerentes.

PUB

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.