>Livros – Fevereiro 2008

>Livros – Fevereiro 2008

>Guia de Escalada do Litoral Centro
A Associação de Desportos de Montanha “Pé no Trilho” apresentou, no passado dia 23, na Câmara da Batalha, o seu “Guia de Escalada do Litoral Centro de Portugal”, da autoria de Filipe Cardinal e Marco Inácio. Trata-se de um documento sobre a história e a evolução da escalada nesta região, bem como de informação actualizada e fidedigna sobre as “mais de 700 vias de escalada desportiva, clássica e de bloco, a uma distância máxima de 100 quilómetros, que permitem excelentes condições para se iniciar e evoluir na escalada, algumas de referência nacional e internacional”.

A Dimensão do Olhar
Maria Adelaide Simões
“A Dimensão do Olhar” é a segunda publicação de poesia editada pelo Município da Batalha, da autoria de Maria Adelaide Oliveira Simões. Com uma enorme sensibilidade para a escrita, em particular para o estilo poético, Maria Adelaide Simões, no entender de Luís Simões Gomes, que prefacia a obra, “vive a sua criação poética não como um saber ou um sossego, mas antes como uma muito lúcida e inevitável inquietação”.

A Batalha Real
Saul Gomes
Numa edição da Fundação Batalha de Aljubarrota, a sala de sessões do Município da Batalha acolheu, a 15 de Março, o lançamento da obra “A Batalha Real – 14 de Agosto de 1385”, da autoria de Saul António Gomes.
Pela mão deste professor na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra têm surgido inúmeras publicações relativas à Batalha e à sua história. Este é mais um bom exemplo, sobre alguns factos decorridos na Batalha Real de 1385, no planalto de São Jorge, e que consagrou a independência definitiva de Portugal perante Castela.

Miopia
António Carvalho
A associação Coral Calçada Romana, de Alqueidão da Serra, apresentou, no dia 1 de Março, na Ecoteca de Porto de Mós, o terceiro livro de poesia de António Carvalho, intitulado “Miopia”. Segundo o autor, “a viagem pelas páginas deste livro pretende provocar no leitor um curto-circuito de intensidade variável, onde um conjunto de poemas se agrupam de forma classificada, como se de um arranjo floral se tratasse, na tentativa de entrelaçar várias plantas, flores, perfumes e terra, num bouquet harmonioso, que apeteça observar, cheirar e tocar”.

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.