>EDITORIAL | A última a morrer

>EDITORIAL | A última a morrer

>As notícias do Estado da Nação são cada vez mais preocupantes, com a palavra “crise” a dominar todos os temas de conversa, desde a economia à saúde, da cultura ao desporto, da justiça à ética social.

Ainda assim, vamos tendo alguns motivos de alegria e festa, como se pode ver pelo retrato que deixamos nesta edição. Talvez seja um sinal de que a esperança é mesmo a última a morrer. Ou então, uma tentativa de – contra a corrente – desenhar a vida em cores mais garridas, quando o cenário no horizonte se acinzenta.

De todas as boas notícias, entre as quais um campeão nacional de patinagem artística numa equipa do nosso concelho, destacamos o lançamento do livro de Purificação Bagagem. Sobretudo pelo sinal positivo que lança na sociedade, apontando os valores humanos e cristãos como segredo do sucesso e da felicidade, desde a infância. A sua leitura é estimulante e ajuda-nos, sem dúvida, a acreditar que é possível mudar o mundo com pequenos gestos. Porque a esperança deve ser mesmo a última a morrer.

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.