>Campo da Batalha de Aljubarrota elevado a Monumento Nacional

>Campo da Batalha de Aljubarrota elevado a Monumento Nacional

>O Campo da Batalha de Aljubarrota e a sua área envolvente, no concelho de Porto de Mós, estão desde o dia 4 de Novembro classificados como monumento nacional, uma decisão tomada em Conselho de Ministros.
A decisão foi justificada com o facto de se tratar de “património que representa um valor cultural de significado para o País e que deve ser objecto de especial protecção e valorização, no quadro da obrigação do Estado de proteger e valorizar o património cultural”.

Recorde-se que o espaço em causa foi palco da Batalha de Aljubarrota, ocorrida entre os exércitos português e castelhano num planalto entre a Ponte da Boutaca, no concelho da Batalha, a Norte, e o Chão da Feira, concelho de Porto de Mós, a Sul, no dia 14 de Agosto de 1385, representando, como realça o comunicado do Conselho de Ministros, “um momento decisivo de afirmação de Portugal como reino independente, marcando o imaginário de muitas gerações”.

“Para além da sua importância histórica, a batalha foi igualmente pretexto para o desenvolvimento de uma táctica militar inédita, apurada na Guerra dos 100 Anos e posta em prática por D. Nuno Álvares Pereira, de que é testemunho o complexo sistema defensivo, constituído por cerca de 800 covas de lobo e dezenas de fossos, posto a descoberto nas campanhas arqueológicas que decorrem desde 1958”, acrescenta o referido comunicado.

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.