Editorial 259 – Quaresma

Editorial 259 – Quaresma

O ano começará a aquecer, deixando frio e chuva para trás e enchendo dias maiores de luz, a apontar à Primavera. O ritmo da vida atingirá o seu auge de Páscoa e o frenesim das agendas já assinala renovadas esperanças de alegrias futuras.
Ainda assim, há invernos que não passam e ensombram cada tentativa de ressurgir. São nações que se fecham, são doenças que ameaçam proliferar, são homens em busca de soluções de morte para a sua incapacidade de compreender a vida.
No meio do turbilhão, cada um de nós é convidado a parar, a olhar de novo, a avançar com a cabeça limpa e o coração cheio.

É isto, também, a Quaresma da existência: encontrar no deserto, no silêncio, na paz das brisas a força para acreditar que o amanhã é possível e que as tempestades passarão. E a todas as perguntas responder com rosto virado ao sol nascente e palavras brancas de amor.
Até à Páscoa!

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.