Editorial 263 – Rumo à prata…

Cumpre-se nesta edição mais um aniversário da fundação do Jornal da Golpilheira. Após a edição experimental (n.º 0) de Setembro de 1996 e da n.º 1, em Outubro seguinte, já lá vão 24 anos de existência ininterrupta.
Começou com o nome “Das Duas Uma”, por ter sido criado em parceria com a Barreira, uma publicação para as duas freguesias. No entanto, o resultado não correspondeu às expectativas e avançámos “sozinhos”, a partir de 2001, como “Jornal da Golpilheira”.
Mantendo-se propriedade do Centro Recreativo, sempre se assumiu como órgão de comunicação geral, independente e plural, com foco centrado na vida da freguesia, mas de olhar atento ao que se vai passando no concelho da Batalha e arredores, que possa interessar aos golpilheirenses. Teve ritmo mensal até Janeiro de 2018, quando passou a ser editado de dois em dois meses, neste formato de revista, adaptando-se às exigências do tempo e do financiamento disponíveis.
Passámos momentos altos e baixos, sobrevivemos a crises que foram apagando outros títulos pela região e pelo País, continuamos a sentir que vale a pena, enquanto sentirmos o apoio e carinho dos anunciantes, assinantes e leitores em geral, de onde nos vão chegando ecos de apreço pela qualidade do trabalho desenvolvido.
Fomos tendo a colaboração de várias pessoas, de dentro e de fora da freguesia, umas mais constantes, outras passageiras, mas todas enriquecedoras da nossa história. O mais fiel e apaixonado foi o Manuel Carreira Rito, nomeado director-adjunto em Setembro de 2005, no 9.º aniversário e edição n.º 100. Infelizmente, partiu para Deus em Junho passado e já não poderá acompanhar-nos na produção das edições do 25.º ano que agora iniciamos da vida deste Jornal que tanto amava e que ele marcou de forma indelével.
Após a passada edição, em sua memória, reunimos alguns dos colaboradores antigos e outros novos e recebemos uma lufada de boa-vontade e de interesse em continuarmos juntos a melhorar este Jornal. Alguns deles já aparecem nesta edição, outros se irão juntar…
Em resumo, obrigado a todos. Aos que vão dando algum do seu saber, esforço e tempo para fazer cada edição. Aos que publicam os seus anúncios, sobretudo em sinal de apoio ao Jornal que também sentem como seu. Aos que fazem ou renovam a sua assinatura, pois são os destinatários principais do nosso trabalho e o indicador mais motivante a continuarmos. A todos os leitores que, no fundo, são a razão de ser de tudo.
Juntos vamos caminhando rumo à grande festa que será – assim esperamos –, em Outubro de 2021, a celebração das nossas Bodas de Prata!

Luís Miguel Ferraz

Director

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.