Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023 já tem hino oficial

Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023 já tem hino oficial

Foi esta manhã (27.01.2021) apresentado oficialmente o hino da Jornada Mundial da Juventude que irá decorrer em Lisboa em 2023 (JMJ 2023). Com o título “Há Pressa no Ar”, tem letra de João Paulo Vaz, sacerdote, música de Pedro Ferreira, professor e músico, ambos da diocese de Coimbra, e arranjos do músico Carlos Garcia. A letra foi inspirada no tema da Jornada, «Maria levantou-se e partiu apressadamente» (Lc 1, 39), e desenvolve-se em torno do ‘sim’ de Maria e da sua pressa para ir ao encontro da prima Isabel, como relata aquela passagem bíblica. Assim, “ao cantarem este hino, os jovens de todo o mundo são convidados a identificarem-se com Maria, dispondo-se ao serviço, à missão e à transformação do mundo”, refere a Fundação JMJ Lisboa 2023, responsável pela organização deste evento mundial. A letra “evoca também a festa da JMJ e a alegria centrada na relação com Deus”.

O tema foi gravado em duas versões – em português e na versão internacional em cinco idiomas (português, inglês, espanhol, francês e italiano) – e está já disponível, bem como as respectivas partituras e o vídeo oficial, no sítio oficial da JMJ 2023.

Recordamos que a organização desta Jornada em Portugal foi anunciada em 2019, pelo Papa Francisco, no final da Jornada desse ano, no Panamá. Inicialmente prevista para 2022, foi adiada um ano, por causa da pandemia que, entretanto, atingiu o mundo.

O que é a JMJ

A Jornada Mundial da Juventude (JMJ) é um encontro dos jovens de todo o mundo com o Papa. É, simultaneamente, uma peregrinação, uma festa da juventude, uma expressão da Igreja universal e um momento forte de evangelização do mundo juvenil. Apresenta-se como um convite a uma geração determinada em construir um mundo mais justo e solidário. Com uma identidade claramente católica, é aberta a todos, quer estejam mais próximos ou mais distantes da Igreja.

Acontece todos os anos a nível diocesano, por altura do Domingo de Ramos, e a cada dois, três ou quatro anos como um encontro internacional, numa cidade escolhida pelo Papa, sempre com a sua presença. Reúne milhares de jovens para celebrar a fé e a pertença à Igreja.

Desde a primeira edição, que se realizou na cidade de Roma em 1986, com o Papa São João Paulo II, a Jornada Mundial da Juventude tem-se evidenciado como um laboratório de fé, um lugar de nascimento de vocações ao matrimónio e à vida consagrada e um instrumento de evangelização e transformação da Igreja.

Visa proporcionar a todos os participantes uma experiência de Igreja universal, fomentando o encontro pessoal com Jesus Cristo. É um novo impulso à fé, à esperança e à caridade de toda a comunidade do país de acolhimento. Tendo os jovens como protagonistas, a Jornada Mundial da Juventude procura também promover a paz, a união e a fraternidade entre os povos e as nações de todo o mundo.

A caminho…

A semana em que decorre o encontro é, no entanto, apenas o culminar de um longo processo de preparação, evangelização e vivências diversas por todas as dioceses do mundo. Pode dizer-se que uma Jornada começa assim que outra acaba.

Também a JMJ 2023 está a propor um itinerário de preparação, desde 2019, especialmente pela constituição de grupos de catequização com o título “Say Yes” (“diz sim”), que envolvem adolescentes e jovens do 8.º ao 10.º ano. A partir dos temas das jornadas já realizadas, fazem um caminho de reflexão e oração que ajudará a uma vivência mais consciente do encontro com o Papa.

Também na Golpilheira se constituiu um destes grupos “Say Yes”, que escolheu como nome próprio “Sim Cristo”. Têm feito a caminhada desde o ano passado e, por vezes, apresentam alguns dos seus passos à comunidade cristã, como aconteceu no passado dia 8 de Dezembro, em que mostraram o logótipo da Jornada e a cruz personalizada que estão a construir, à imagem da cruz peregrina que está a percorrer todo o mundo, bem como o ícone de Nossa Senhora Salus Populi Romani, outro símbolo que todos os grupos receberam.

Uma das próximas tarefas que terão será, com certeza, aprenderem e “decorarem” este novo hino, que irão, com certeza, cantar muitas vezes…

LMF

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.