Pia do Urso recebe reabilitação, Reguengo do Fetal ganha parede de escalada e percurso pedestre e a Golpilheira terá também um caminho pedestre sinalizado

Pia do Urso recebe reabilitação, Reguengo do Fetal ganha parede de escalada e percurso pedestre e a Golpilheira terá também um caminho pedestre sinalizado

A Câmara da Batalha anunciou para um prazo de 60 a 90 dias um conjunto de intervenções centradas na promoção e dinamização do património e recursos naturais, nomeadamente, nos percursos pedonais, na zona de escalada do Reguengo do Fetal e no ecoparque sensorial da Pia do Urso, em São Mamede.

Segundo nota da Autarquia, as intervenções, ainda em fase de concurso, vão da sinalética de percursos e respectiva homologação junto da Federação Portuguesa de Montanhismo e Campismo, à requalificação de equipamentos, e resultam da aprovação de uma candidatura em conjunto com os municípios de Alvaiázere, Ansião, Castanheira de Pêra, Figueiró dos Vinhos, Leiria, Marinha Grande, Pombal e Porto de Mós, enquadrada no eixo estratégico da valorização e promoção do património natural da região.

Recordamos que a aldeia da Pia do Urso, recuperada e equipada com um parque temático e sensorial, adaptado a invisuais, foi um projecto distinguido por diversas entidades, com destaque para o Turismo de Portugal e a Universidade do Minho (Prémio Município do Ano – 2016) e constitui hoje um ponto de interesse turístico nacional. Composto por várias estações interactivas e lúdicas, estas necessitam de ser requalificadas, atendendo à sua ampla utilização e desgaste natural, como é o caso da “Jurássica”, da “Musical”, da “Abstracta” e da “Lúdica”. No parque está, também, instalado um Centro de BTT, que oferece uma rede de trilhos cicláveis, devidamente sinalizados, com mais de 300 quilómetros de extensão, tendo sido o primeiro Centro de BTT do país a ser homologado pela UVP/Federação Portuguesa de Ciclismo.

Quanto aos quatro percursos pedestres “oficiais” do concelho da Batalha, todos de pequena rota (PR1 – Mata do Cerejal; PR2 – Buraco Roto; PR3 – Rota dos Moinhos; e PR4 – Caminho Ferro Mineiro do Lena), precisam também de renovação da sinalética. Além disso, serão criados dois novos: a Rota das Pedreiras Históricas do Mosteiro da Batalha, na freguesia do Reguengo do Fetal, e o Percurso Pedestre “Collippo ao Vale do Lena”, na freguesia da Golpilheira.

A instalação de uma parede de escalada no Reguengo do Fetal completa este conjunto de intervenções, num investimento global de 116 mil euros, comparticipado em 85% por fundos europeus.

O presidente do Município, Paulo Batista Santos, considera que “a recuperação do sector do turismo e a aposta no turismo da natureza são objectivos prioritários para o relançamento da economia local no período pós-pandemia e ao nível do reforço das alternativas de lazer para os cidadãos”, tendo como pano de fundo “a valorização do desporto e da fruição da natureza, áreas que oferecem uma melhor qualidade de vida à população”.

LMF

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.