>Batalha convida autocaravanistas

>Batalha convida autocaravanistas

>O município da Batalha inaugurou, no passado dia 13 de Janeiro, uma “Área de Serviço e Pernoita” especialmente concebida para o apoio às autocaravanas. Localizada na zona desportiva da vila, está equipada com um sistema de uso gratuito que permitirá aos milhares de caravanistas que anualmente visitam o concelho e a região abastecerem-se de água potável, carregarem as baterias eléctricas dos veículos e procederem ao despejo dos detritos que acumulam nas viagens. Junto a este equipamento foi reservado um espaço de estacionamento para cerca de 15 caravanas, com uma zona de piqueniques, devidamente iluminado e dotado de acesso à Internet sem fios.
No acto inaugural, foi assinado um protocolo entre a autarquia, responsável pela construção e pela garantia da manutenção e uso gratuito do equipamento, e o Clube Português de Autocaravanas (CPA), que deu colaboração técnica a este investimento e certificou a qualidade do mesmo, comprometendo-se também na sua divulgação ao nível internacional, como ponto turístico de excelência para os autocaravanistas.
António Lucas, pre-sidente da autarquia, lem-brou que esta é uma ideia antiga do executivo, que há muito pondera a criação de um parque de campismo para caravanas ou o apoio a privados que o quisessem implementar. “Como tal tem sido adiado, encontrámos nesta solução, de baixo investimento, uma excelente resposta para apoio a este segmento turístico, no qual o concelho da Batalha regista índices de procura bastante elevados por parte da comunidade europeia caravanista”. Este será, sobretudo, mais um ponto a favor da fixação do turismo que passa pela Batalha a correr para Fátima ou outros destinos. “Com este serviço de qualidade, os autocaravanistas podem usar a Batalha como porto de abrigo nas suas deslocações na região centro e aproveitarem para conhecerem muitas outras potencialidades turística do concelho, além do mosteiro”, afirmou o presidente.
“Este evento marca definitivamente uma mudança de atitude dos responsáveis autárquicos perante o crescente movimento autocaravanista”, defendeu a direcção do CPA. “Criar condições e disciplinar o movimento, estacionamento e pernoita e não proibir indiscriminadamente e sem qualquer nexo o acesso às localidades das autocaravanas é, sem sombra de dúvida, a atitude mais sensata e indicada para o desenvolvimento desta forma de turismo que se encontra em franca expansão”.

Memória do 1º encontro
Esta inauguração foi pretexto para a realização do 87º Encontro Nacional de Caravanistas, organizado pelo Clube de Campismo da Marinha Grande com o apoio do CPA, que juntou na vila heróica, entre 12 e 14 de Janeiro, mais de 300 autocaravanistas nacionais e estrangeiros. Este número demonstra claramente o universo dos adeptos desta modalidade de turismo itinerante, que se afirma em grande expansão (ver caixa em baixo).
Curiosamente, o primeiro encontro de autocaravanistas de Portugal teve lugar, precisamente, na vila da Batalha, a 27 de Janeiro de 1990…

Caravanismo em crescendo
Em Portugal, segundo o Clube Português de Autocaravanas (CPA), existem cerca de 5 mil destes veículos e o ritmo de crescimento atinge uns impressionantes 20 por cento ao ano. “Estima-se que circulem na Europa mais de 2 milhões de autocaravanas, muitas delas a circular no nosso país a maior parte dos meses de Outono e do Inverno, fugindo aos climas frios das suas origens”. Esta prática de turismo itinerante atrai cada vez mais adeptos, pelo facto de “os seus praticantes circularem ao longo de todas as estações do ano e não só no Verão”, refere a mesma associação, salientando que “os autocaravanistas assumem-se como consumidores do comércio local”, com especial apetite pela gastronomia, artesanato e cultura próprios dos locais onde param.
Luís Miguel Ferraz

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.