>FIABA 2007 – Cheia de sabores, arte, animação, gente… e água

>FIABA 2007 – Cheia de sabores, arte, animação, gente… e água

>Decorreu entre os dias 14 e 17 de Junho, a XVIII edição da FIABA. A inauguração foi feita com a visita do Governador Civil de Leiria, Miguel Medeiros, a todos os cerca de 69 artesão presentes no certame, bem como às 17 tasquinhas apresentadas pelas colectividades e associações do concelho. Da comitiva de boas vindas aos expositores fez ainda parte o vice-presidente da autarquia, Carlos Henriques, bem como alguns vereadores, presidentes das Junta de Freguesia e responsáveis das principais instituições públicas e privadas do Concelho.
Depois, com o chegar da noite de quinta-feira, começaram a surgir os cheiros apelativos dos vários petiscos que cada tasquinha tinha para oferecer e, com eles, os primeiros visitantes à procura de jantar. E foram muitos milhares os que passaram por ali nestes quatro dias de feira, como de costume, apesar de a chuva ter também aparecido no recinto, sobretudo na noite de sábado. Este contratempo, mesmo em sentido literal, obrigou à não realização do espectáculo de fim de ano lectivo do Colégio de S. Mamede, um dos serões já habituais e que motiva muitas gentes da serra a descer à vila para esta festa. Ainda assim, os plásticos colocados à pressa por cima das tasquinhas permitiram que algumas centenas de pessoas desfrutassem da boa gastronomia também nessa noite. O dia mais forte, já com o sol a dominar, acabou por ser o domingo.
Com excepção do referido sarau de S. Mamede, todo o restante programa de animação se cumpriu, com destaque para o desfile de uma mostra do trabalho extracurricular feito nas escolas do concelho na área da música, bem como a participação dos grupos folclóricos da região e outros agrupamentos convidados, desde as tunas à percussão.
Paralelamente, decorreu no dia de sábado, o XIX Encontro Nacional de Coleccionadores da Batalha, que traz anualmente ao pavilhão multiusos algumas centenas de amantes desta arte de juntar os mais variados objectos. Na edição deste ano, o destaque foi para a homenagem prestada ao coleccionador batalhense António Barros, recentemente falecido, com uma visita cheia de emoção ao cemitério da Batalha por parte de alguns dos seus colegas de banca em tantas destas realizações.
Voltando à FIABA, mais uma vez, a nossa colectividade esteve bem representada, não só pela sua tasquinha, mas também pelo nosso rancho folclórico “As Lavadeiras do Vale do Lena”. A nossa tasquinha esteve à altura daquilo que vem sendo hábito nos últimos anos, com a colaboração de muitas pessoas, umas mais identificadas com a nossa colectividade, outras nem tanto, mas todas embebidas no mesmo espírito de entreajuda, às quais a direcção do CRG muito agradece. Referimos, também, a participação de alguns jovens da Golpilheira em dois dos grupos musicais que ajudaram a animar o recinto, com destaque para os “All Jazz Era”, que foram o conforto musical para algumas centenas de resistentes na noite chuvosa de sábado.
Embora os prémios não sejam o mais importante, é de louvar também o investimento que as tasquinhas fazem na decoração dos respectivos espaços e que, também este ano, foram avaliados por um júri e premiados. Assim, o primeiro lugar foi para o BAC – Batalha Andebol Clube, o segundo foi para o rancho Rosas do Lena e o terceiro prémio foi atribuído à tasquinha dos Bombeiros Voluntários da Batalha.
Em resumo, podemos dizer que o saldo foi, francamente, positivo, num evento que marca anualmente uma das melhores organizações da autarquia. O único ponto negativo foi, de facto, a visita das nuvens numa altura em que não estamos a contar muito com elas, uma situação que poderá servir para uma melhor preparação das infra-estruturas em próximas edições. Apesar disso, está de parabéns o Município e todas as instituições que colaboraram para o sucesso desta XVIII FIABA, desde os expositores que ali foram mostrar a sua arte “ao vivo” e colectividades que cuidaram dos “comes e bebes”, até às escolas, Biblioteca, Bombeiros, Adega Cooperativa e demais instituições públicas que apoiam iniciativas deste género.
Manuel Carreira Rito LMF

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.