>S. Bento – Festa de Nossa Senhora da Esperança

>S. Bento – Festa de Nossa Senhora da Esperança

>É a última das três festas anuais que se realizam na nossa freguesia, mas nem por isso a menos animada, nos dias 18, 19 e 20 de Agosto. Este ano, a Comissão de Festas foi constituída pela equipa de campeões de futebol de 11 da época de 1997/1998, desde atletas a dirigentes, técnicos e pessoal de apoio, que não deixaram os seus créditos por mãos alheias.
Uma das principais apostas dos últimos anos tem sido a ornamentação do recinto e das ruas anexas, que também este ano brilhou pelo colorido das flores de papel e da murta. É um trabalho que obriga a longos meses de preparação e a muito esforço na colocação, nos dias anteriores aos festejos, mas vale bem a pena pelo resultado final, apreciado, sobretudo, durante a missa solene e a procissão de domingo.
Os arranjos florais foram aliás um pormenor em destaque, sobretudo nos andores de S. Bento, de S. António e da padroeira, Senhora da Esperança. Um motivo acrescido para o contentamento das muitas pessoas da freguesia que sempre participam nesta festa.
A animação musical esteve a cargo das bandas Unijovem, Kremlin e Selecção, que proporcionaram bons serões de dança e contribuíram para a alegria que se viveu no recinto, onde não faltaram o restaurante, o bar, o café e as filhós da avó, os jogos tradicionais e as muitas conversas entre amigos e conhecidos.
No final dos festejos, antes do fogo de artifício, procedeu-se à passagem da “Bandeira” à próxima Comissão de Festas, constituída pelos naturais e residentes na Golpilheira que farão 40 anos de idade no próximo ano. Paulo Rito, porta-voz dos “campeões de 97/98”, agradeceu publicamente a todos os colaboraram para o sucesso dos festejos deste ano, quer na preparação do arraial, quer nos vários serviços que funcionaram durante os três dias de festa. Segundo este responsável, a adesão das pessoas foi muito boa, também nos eventos que se realizaram paralelamente, como a prova de BTT, o torneio de Sueca e a Vacada.

Comissão cessa funções
Na ocasião, a actual Comissão da Igreja de S. Bento, que tem renovado os mandatos desde há 10 anos, anunciou que irá cessar as suas funções em Dezembro deste ano, após a apresentação das contas desta festa. “O cansaço e o facto de não querermos estar agarrados ao cargo e dar oportunidade a outros para continuarem o trabalho feito e porem em prática novas ideias” foram as razões apontadas para esta decisão. “Agradecemos a todos os que, durante os últimos dez anos colaboraram em todas as festas que se realizaram e nas obras que realizámos, como o calcetamento do adro da capela e recinto de festas, a restauração da capela, o equipamento do restaurante e cozinha, etc.”, referiu Paulo Rito, lembrando “todas as pessoas da freguesia e, em especial, as empresas que colaboraram com materiais e máquinas, à Câmara Municipal da Batalha pelo financiamento do restauro da capela, à Junta de Freguesia pelo apoio logístico e de limpeza dos arraiais, ao Centro Recreativo pela cedência do campo das Barrocas e outros materiais para a festa”. Este membro da Comissão da Igreja referiu, ainda, “a ajuda fundamental do senhor Manuel da Cruz, recentemente falecido, no equipamento da cozinha, churrasqueira e restaurante”. E a palavra final foi para os que virão: “apelamos a que apareçam novas pessoas, novas ideias e vontade de continuar o trabalho feito; quando iniciámos o primeiro mandato, prometemos fazer obra, pagar todas as despesas e deixar algum dinheiro na conta… e conseguimos cumprir, deixando um fundo de maneio para os que vierem a seguir poderem começar o trabalho”, concluiu o porta-voz da Comissão.
Luís Miguel Ferraz

(Fotos na edição em papel)

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.