>Batalha aprovou Orçamento para 2008

>Batalha aprovou Orçamento para 2008

>Cidadãos participaram

O Orçamento e o Plano Plurianual de Investimentos do Município da Batalha, executado sob o princípio do orçamento participativo, foram aprovados por unanimidade, em Assembleia Municipal, em Dezembro passado.
Com a convicção de que “o ano que agora se iniciou poderá ser de forte execução física de obra, devido a candidaturas efectuadas e a efectuar no âmbito dos fundos comunitários do QREN (Quadro de Referência Estratégica Nacional)”, António Lucas, presidente da autarquia, acredita que este instrumento financeiro “é fundamental para o desenvolvimento sustentado do concelho, capaz de o modernizar para os próximos anos”.
No documento aprovado por unanimidade, a maior percentagem da despesa do município para 2008 encontra-se inscrita na rubrica “Investimentos” (56%), seguindo-se a “Aquisição de Bens e Serviços” (23%) e “Despesas com Pessoal” (12%). Quanto à receita, a autarquia batalhense prevê que 55% do seu orçamento seja garantido a partir das transferências do Orçamento de Estado e de Fundos Comunitários, seguindo-se a captação de impostos (17%).
No que toca às funções mais representativas inscritas nas Grandes Opções do Plano, o município vai afectar 20% do orçamento na ampliação da rede de saneamento, 16% para a área da cultura e do desporto, 13% na conservação da rede viária e 10% a destinar à educação.
Para António Lucas, o balanço da primeira experiência feita no âmbito do orçamento participativo, em que as opiniões da população foram previamente ouvidas e tidas em conta, “é francamente positivo, pois permitiu uma maior abertura e participação cívica das populações nesta matéria, criando uma maior responsabilização de todos na gestão camarária”.

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.