>Dia Mundial de Luta contra a Lepra

>Dia Mundial de Luta contra a Lepra

>Uma nova porta, uma nova esperança

No próximo dia 27 de Janeiro, celebra-se o 55º Dia Mundial de Luta contra a Lepra. Fundado em 1954, é um momento ideal para recordar ao mundo que os doentes de Lepra são seres humanos a quem se deve a dignidade, o respeito e a liberdade. E a 11 de Fevereiro é Dia do Doente.
A Lepra ainda é um problema de saúde pública em 24 países, quase todos situados na cintura tropical, onde em 2006 foram diagnosticados cerca de 800 mil novos casos. Os 12 países mais atingidos são: Índia, Brasil, Guiné-Bissau, Moçambique, Madagáscar, Nepal, Níger, Bangladesh, República Centro Africana, República Democrática do Congo.
As associações internacionais que se inspiram no P. Damião e que lutam contra a Lepra no mundo confirmaram uma aliança para a erradicação da Lepra até ao ano 2010. No decurso dos últimos 15 anos, 10 milhões de leprosos foram curados, graças ao seu trabalho, mas ainda surgem muitos novos casos, cerca de 2000 novos casos por dia, o que é preocupante. O objectivo será diagnosticar e tratar 2,5 a 2,8 milhões de leprosos, o que permitirá situar o seu índice de prevalência em um caso por 10 mil pessoas, o que será equivalente à sua eliminação.
Ao longo do ano 2007, a Associação Mãos Unidas P. Damião – Portugal apoiou 109 projectos humanitários, sendo 29 projectos anti-Lepra e 17 projectos Lepra/Tuberculose. Colabore com esta associação, enviando o seu contributo para a conta bancária NIB 0033 0000 00217312 9810 5, ou por cheque para Apartado 1054 – 1150-178 Lisboa.
Info: 213515720 ou www.maos-unidas.pt.

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.