>Golpilheira está nas meias-finais da Taça Nacional de Futsal Feminino

>Golpilheira está nas meias-finais da Taça Nacional de Futsal Feminino

>A nossa equipa de futsal feminino sénior está nas meias-finais da Taça Nacional, após passar a 1ª fase com 5 vitórias e 1 derrota, somando 15 pontos, 35 golos marcados e 8 sofridos.
O primeiro jogo, com o Posto Santo, nos Açores, revelou-se uma vitória fácil, por 2-10.
No segundo, receberam o adversário mais temido, o Fundão, num jogo bastante lento e táctico, onde cederam uma derrota por 1-2.
No jogo com o Riachense, as nossas atletas viveram uma tarde inspiradíssima, conseguindo golear por 10-1 uma equipa que não era, à partida, muito fácil.
De novo contra o Posto Santo, desta vez em casa, a Golpilheira voltou a um expressivo resultado de 9-2.
Chegou a vez de ir ao Fundão, onde conseguiram “vingar” a derrota em casa, por igual resultado de 1-2.
Na última jornada, Golpilheira e Fundão estavam em igualdade pontual, mas a nossa equipa levava uma vantagem de 13 golos na diferença entre marcados e sofridos, o que lhe garantia a passagem às meias-finais. No entanto, sabíamos que aquela equipa jogava nos Açores, onde poderia dar goleada. Por isso, tínhamos de ganhar e pelo maior número possível de golos.
Iniciado o jogo, verificou-se que a equipa da casa tinha uma grande preocupação defensiva. No entanto, começámos bem, com Sandrita a fazer cedo o primeiro golo. A Golpilheira continuava a pressionar, mas as jogadoras adversárias defendiam muito bem, incluindo a guarda-redes. Começava a verificar-se que a tarefa não ia ser fácil, chegando ao intervalo com o magro resultado de 0-1. Nesta altura, tínhamos a informação de que a equipa do Fundão ganhava por 7-0.
Com o início da segunda parte, o nosso domínio acentuou-se, mas a bola teimosamente não entrava. Os minutos passavam e a equipa do Fundão continuava a aumentar a diferença. Finalmente, Carolina consegue obter o segundo golo, mas a margem continuava a ser muito curta, porque o jogo nos Açores estava a correr bem ao Fundão. O nosso jogo aproximava-se do final, quando Licas, de ângulo quase impossível, marcou um belo golo. Ainda desfrutámos de um livre de 10 metros, mas Licas não conseguiu converter, e o jogo chegou ao fim a 0-3.
Sabíamos que o Fundão ganhava por 2-17 e o jogo ainda decorria. Foi sofrer a bom sofrer, pois com estes resultados já só tínhamos a vantagem de um golo. Foi uma longa espera, com poucos minutos a parecerem horas, até que finalmente o director Acácio confirmou que estavávamos na meia-final! Foi uma explosão de alegria para os todos nós!

Próximos jogos
Agora seguem-se os dois jogos da meias-finais, onde defrontaremos a equipa da Escola de Gondomar, primeiro na Batalha, no dia 25 de Maio, às 17h30, e depois em Gondomar, no dia 1 de Junho, às 16h30.
Esperamos que a nossa equipa jogue ao seu melhor nível e garanta a presença na final, pelo segundo ano consecutivo, onde encontrará a equipa vencedora da outra meia-final, a disputar entre o Flaviense e o Benfica (campeão em título).
É importante que os sócios e simpatizantes do CR Golpilheira apoiem em massa a equipa, tanto na Batalha como em Gondomar.
Caso cheguemos à final, os dois jogos serão nos dias 7 e 14 de Junho, em local e data ainda por designar.
Manuel Carreira Rito

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.