>Feira do Livro e do Jogo ganha pela animação

>Feira do Livro e do Jogo ganha pela animação

>Multidão no último dia

O público durante a semana terá sido um pouco menos numeroso do que no ano passado, referem alguns dos expositores da Feira do Livro e do Jogo da Batalha. Mas a multidão que inundou a praça Mouzinho de Albuquerque no domingo de encerramento, dia 6 de Julho, trazida pelas dezenas de crianças que queriam ver de perto o Avô Cantigas, deverá ter compensado esses números.
Os espectáculos de animação em todas as noites do certame são uma mais-valia, de facto, para os visitantes. A pretexto disso, e apesar da crise que leva a cortes nas compras, há sempre um livro que desperta a atenção ou um jogo que cativa. Por isso, “há todas razões para continuar”, considera a organização, da Biblioteca da Batalha.
Quem passou por lá, pode assistir a algumas apresentações cénicas fora do comum, de interessante impacto visual, como foi o caso de “Spirits Performance”, de teatro e animação de rua, como o da “Escola de Mulheres” ou de “Ponto de Fuga”, do tradicional fado coimbrão de “Verdes Anos” ou da mais exótica dança flamenca de “Desde Sevilha”. Mas o mais emblemático foi, de facto, o do Avô Cantigas, esse simpático personagem que há anos continua a fazer sorrir a pequenada com as suas canções simples, educativas e muito alegres. A merecer a chuva de pessoas e de aplausos que recebeu no final da feira.

PUB
Ad 13

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.