>Saúde | Dor de Costas

>Saúde | Dor de Costas

>Cerca de 80% dos seres humanos sentem dor lombar, também chamada de lombalgia ou, mais vulgarmente, dor de costas, em algum momento de suas vidas. A maioria destas pessoas podem manter as suas actividades habituais, mas com períodos de desconforto ou dor. Cerca de 30% desse grupo faltará ao trabalho devido a esta dor.
A posição normal do ser humano submete os músculos das costas e da coluna vertebral a um esforço permanente, mesmo a dormir. Nos dias de hoje, devido principalmente ao sedentarismo, este tipo de queixas tem aumentado, pois os nossos músculos na região lombar estão gradualmente a enfraquecer. Os sintomas da dor de costas são a evidente dor crónica (fixa), a rigidez ou incómodo persistente nas costas, e a dor aguda, especialmente depois de pegar num peso ou ter feito um esforço superior ao habitual.
As lombalgias são o resultado de várias causas. Como factores, podemos destacar o trabalho físico pesado, levantamento de pesos ou inclinação e prolongadas posturas incorrectas no trabalho. Sobre este último, é necessário evidenciar a inadequação da cadeira, mesa e posição do computador.
Existem técnicas simples para prevenir este tipo de dores, sendo a principal a mudança de postura. Analise a sua posição de pé: encoste-se com os calcanhares contra a parede; a barriga das pernas, as nádegas, os ombros e a parte de trás da cabeça devem estar em contacto com a parede; deve ser possível passar uma mão entre a parede e o fundo das costas. A sua posição sentada é ainda mais importante. A cadeira deve permitir apoiar os pés no chão e não deve incomodar a dobra dos joelhos. As costas devem estar apoiadas, num ângulo de cerca de 10 graus (use uma almofada apropriada, se necessário). Os antebraços devem poder apoiar-se no plano de trabalho com os cotovelos em ângulo recto. Apanhar objectos do chão ou levantar pesos deve ser feito com as costas direitas, dobrando as pernas e não a cintura. Assim, o trabalho é feito pelos músculos das pernas e não pelas costas.
O tratamento principal é normalizar a função, recorrendo a exercícios e correcções posturais. Depois de excluir algumas causas mais graves – fracturas, tumores, lesões ósseas – e de confirmar que a dor tem origem nos músculos, o objectivo do tratamento consiste em eliminar a dor e promover a recuperação do movimento. Usam-se medicamentos, o repouso e os tratamentos da medicina física (fisioterapia).
Deve consultar o seu médico, se com as dores de costas sentir também formigueiros, irradiação da dor para a perna, dor que piora quando tosse ou se inclina para a frente, dor quando está deitado ou ao levantar da cama, dor e febre ou dor com dificuldade em urinar.
Lembre-se de que uma postura correcta e exercício físico regular protegem e fortalecem os músculos das costas, de modo a estar protegido contra estas incapacitantes dores.

Ana Maria Henriques
Enfermeira

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.