>EDITORIAL | Voltar a limpar… e plantar!

>EDITORIAL | Voltar a limpar… e plantar!

>Na Golpilheira, 15 voluntários

Este é um editorial em jeito de reportagem. Porque o exemplo prático é a melhor maneira de transmitir uma ideia.

Tal como aconteceu em muitos locais, a chuva forte que marcou a manhã do dia 20 de Março provocou na Golpilheira uma adesão menor do que a esperada a esta acção “Limpar Portugal”. Ainda assim, cerca de 15 voluntários marcaram presença e esperam umas “abertas” para colocar mãos à obra e recolher alguns resíduos,

Na nossa freguesia, por ser pequena e ter poucos espaços de floresta, não existiam muitos pontos críticos. Estavam identificados cinco locais onde se acumularam alguns “monos”, como sofás, colchões, plásticos e outros objectos. O serviço seria facilmente feito numa ou duas horas pela pequena equipa que se juntou na sede da Junta, mas o mau tempo apenas permitiu a ida a dois desses locais, um junto à cabina eléctrica perto do Centro Recreativo, outro no pinhal próximo da ponte da Canoeira. O resto, garantiu Carlos Santos, presidente da Junta de Freguesia, seria feito noutro dia, pelo próprio pessoal da autarquia.

Assim, a questão aqui era, sobretudo, a da sensibilização para o crime ambiental de colocar lixo nas matas ou terrenos, quando temos meios diversos, fáceis e eficazes de nos livrarmos de todo o tipo de entulhos. Numa localidade onde esse problema nem é muito grave, torna-se ainda mais premente este alerta, mesmo para os pequenos actos de poluição como colocar um saco ou garrafa de plástico para o chão, para que possamos viver numa terra exemplar ao nível da limpeza e saúde ambiental.

Limpar e Plantar a Golpilheira

É nessa linha que está em esboço uma acção mais localizada de “Limpar a Golpilheira”, provavelmente em ligação com a nova campanha que está a surgir de “Plantar Portugal” (ver página seguinte). A ideia é envolver os meninos e meninas das escolas da Freguesia, bem como os pais e toda a restante população, numa manhã ambiental, talvez a um sábado ou domingo. Poderá constar de um passeio pedestre pelas margens do Lena, com recolha de todos os pequenos focos de lixo que se encontrarem, bem como com a posterior plantação de árvores próprias para a esta zona ribeirinha. Poderá, inclusivamente, terminar com um piquenique numa zona de lazer a preparar junto à Canoeira.

Esta iniciativa está ainda em fase de planeamento, tendo já havido alguns contactos entre as instituições Jornal da Golpilheira, Junta de Freguesia, Câmara da Batalha e SimLis, com possibilidade de inclusão de novos parceiros. Esperamos que a ideia amadureça e possa vir a ser realizada, para bem de todos nós. Voltaremos a este assunto assim que surgirem novidades…

Luís Miguel Ferraz

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.