Caixa de multibanco da Golpilheira assaltada esta manhã

Caixa de multibanco da Golpilheira assaltada esta manhã

Por volta das 05h30 desta manhã, 12 de outubro, foi assaltado o terminal de multibanco da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo da Batalha instalado na sede do Centro Recreativo da Golpilheira (CRG).

PUB
Ad 13

O alarme da colectividade disparou e foi ouvida uma explosão e movimentações de automóveis por alguns habitantes das proximidades. Mas as primeiras pessoas a chegar ao local já não viram nada além do espaço vandalizado.

Alegadamente, foi usado gás para rebentar com a caixa multibanco e foi levado o cofre que continha o dinheiro. Mas outros pormenores estão ainda sob investigação pela Diretoria da Polícia Judiciária de Coimbra, que se deslocou ao local com a GNR ao início da manhã.

Além dos prejuízos causados no equipamento, foram ainda danificadas algumas portas interiores do edifício, bem como a janela que ostentava o logótipo do CRG no exterior e um excerto dos estatutos no interior, junto à porta de acesso principal ao salão de festas.

Segundo o presidente do Centro, Belarmino Almeida, serão esses os danos até agora detectados, não tendo sido ainda apurado o valor do estrago.

Instalada neste espaço desde o início de 2003, esta caixa de multibanco é muito útil à freguesia e usada por muitas pessoas da região, pois as alternativas mais próximas ficam a cerca de 4 quilómetros, no centro da vila da Batalha ou na freguesia da Azoia. Por isso, “temos todo o interesse em continuar a ter aqui este serviço”, refere Belarmino Almeida. Mas a decisão compete à Caixa Agrícola da Batalha, que gere este equipamento.

Este acontecimento motivou a vinda de vários órgãos de comunicação social regionais e nacionais à freguesia da Golpilheira e o assunto tem sido notícia nos jornais, rádios, televisões e redes sociais durante toda a manhã.

LMF

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.