Teletrabalho: dicas para poupar na factura da electricidade durante o confinamento

Antes mesmo da chegada do confinamento, já eram muitas as empresas que tinham colocado em marcha o sistema de teletrabalho.

O teletrabalho oferece uma grande flexibilidade, já que atribui uma mais fácil conciliação entre a vida profissional e familiar. No entanto, o facto de passar mais tempo em casa vai trazer alguns aspectos menos positivos à sua factura da electricidade.

Como podemos poupar na fatura da luz enquanto teletrabalhamos?

Se é a primeira vez que está a trabalhar em casa, aqui ficam algumas dicas essenciais para poupar energia e maximizar sua produtividade:

  • Aproveite a luz natural 

Quanto mais horas de luz natural melhor, mas se não puder, use lâmpadas LED. Para  poupar mais energia a teletrabalhar e não ter um susto desnecessário no final do mês com a conta de luz, é muito importante que o espaço onde tiver a trabalhar tenha luz natural indirecta. 

A luz solar enche-nos de energia e dá-nos novas ideias, mas se por ventura, for impossível habilitar uma área de trabalho para desfrutar da luz natural, recomendamos que coloque um candeeiro de mesa no seu escritório e um candeeiro de pé para dar ambiente. Use sempre lâmpadas de baixo consumo: além de mais eficiente, vai poupar mais. 

  • Nem frio nem calor

Vai passar muitas horas a trabalhar à frente do computador e a temperatura é fundamental para o seu bem-estar para  alcançar o seu rendimento laboral, pelo que, assegure-se que a zona está isolada para que não se desperdice energia. Para ser mais eficiente e sustentável, o seu lar deve manter-se sem necessidade de aquecimento ou ar condicionado, entre os 19º C e os 26º C, mas se recorrer a estes sistemas, é recomendado que o aquecimento não supere os 20º C, e no verão, que o ar condicionado não fique acima dos 25º C

  • Stand by: o inimigo fantasma

A redução deste consumo é muito importante para reduzir a conta de energia. Portanto, desligue todos os dispositivos eletrónicos que possam estar conectados e que não usa a maior parte do tempo.

  • Ventile nas horas de sol

Com o tempo que está a passar em casa, é muito importante que a ventile todos os dias e renove o ar que respira. Embora seja primavera, é verdade que em algumas cidades ainda podem estar com baixas temperaturas, por isso é recomendável aproveitar as horas ensolaradas para abrir as janelas. 10 minutos são suficientes para que o ar entre na sua casa e não arrefeçaa. Lembre-se de que se deixar as janelas abertas por mais tempo e a casa arrefecer, precisará ligar o aquecedor e isso supõe um aumento da fatura da eletricidade.

  • Use a energia de forma eficiente

Se não possui eletrodomésticos com uso eficiente de energia e não vai comprar nenhum por agora, existem outras maneiras de poupar. Provavelmente está a usufuir mais do seu tempo para experimentar novas receitas dando aso à sua criatividade. No entanto, deve faze-lo o faça com eficiência para evitar consumo excessivo. 

Cozinhe sempre com tachos e panelas cobertos para aquecer por mais tempo e para manter o calor mais baixo. Também pode desligar a placa alguns minutos antes e aproveitar o calor residual para terminar de cozinhar. Por outro lado,  pode usar a sua máquina de lavar de roupa entre 30 e 60°C, uma temperatura perfeita para quase todos os tipos de roupas, excepto roupas de cama, onde é recomendável lavar a uma temperatura mais alta. No caso da máquina de lavar loiça, evite programas longos e temperaturas muito altas.

  • Indique as leituras todos meses

Para evitar pagar mais do que o que realmente consumiu, evitando as leituras estimadas, é aconselhado que faculte todos os meses a leitura ao seu comercializador. É algo relativamente fácil e rápido, e se o fizer via telefone, só terá que apresentar ou marcar o código CPE – código ponto de entrega que está numa factura da luz. 

  • Ajuste a potência contratada

Saiba também que não existe apenas uma única tarifa eléctrica, pelo que deve escolher aquela que mais se adequa a si. As tarifas simples têm o mesmo preço de kwh todos dias, enquanto que nas tarifas bi-horárias a electricidade é mais barata à noite. No caso da potência contratada, muitas vezes estamos com uma potência superior ao realmente precisamos, e à custa disso, pagamos mais.

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.