Cesário sobe ao pódio nacional

Campeonato de Portugal de Todo o Terreno regressou

Após 6 meses de paragem do Campeonato de Portugal de Todo o Terreno, as máquinas voltaram a acelerar, no fim de semana de 19 e 20 de Setembro, na Baja da Sertã Pinhal.
O piloto golpilheiren-se Cesário Santos partiu para a prova em 7.º lugar do campeonato nacional, com 16 pontos, e conta-nos a experiência: “Foi uma prova muito dura e que exigia o máximo de concentração e poder físico, pelo traçado muito enrolado com muitos cruzamentos e pela chuva que fez questão de aparecer. No sábado, foram percorridos 120 km e consegui terminar num excelente em 3.º lugar da classe T8. No domingo, foram mais 160 km, com o objectivo de chegar ao fim sem nenhum percalço, para assegurar este 3.º lugar. Consegui ainda melhor, ganhando mais uma posição e terminado em 2.º lugar”.
Assim, Cesário e o seu navegador Alexandre amealharam mais 20 pontos, num total de 36, que lhes confere o 3.º lugar no pódio do campeonato nacional. Para isso também terá contribuído o facto de ter mudado de veículo, trocando a Nissan Navara por um Toyota Rav, um carro mais bem preparado para competir com os da frente, pelas características técnicas. “Um carro que só depois de alguns anos de experiência em carros inferiores e muito treino é que se pode conduzir; é tudo diferente e ainda me estou habituar a ele, vamos ver nas próximas corridas como irá correr”, refere o piloto.
Nos dias 26 e 27 de Setembro, voltaram à estrada, na famosa Baja de Reguengos de Monsaraz. Num percurso muito mais rápido e longo, realizaram 160 km no sábado, apenas com um problema que obrigou a mudar uma roda, sem perder de vista os da frente. No domingo foram mais 120 km e, mais uma vez, a conquista do 2.º lugar e mais 20 pontos. Mantem-se, assim, no 3.º lugar do campeonato, com 56 pontos, quando faltam apenas duas provas, a Baja de Portalegre e a Baja de Idanha, das quais terão de escolher apenas uma, segundo obrigação do regulamento. “Ainda estamos a estudar a melhor opção para decidir a qual vamos e, claro, aproveitar o facto de nos estarem a correr bem as coisas para avançar sem medo”, conclui o Cesário.

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.