Autárquicas 2021: Iniciativa Liberal estreia-se na Batalha

Autárquicas 2021: Iniciativa Liberal estreia-se na Batalha

O partido Iniciativa Liberal concorre, pela primeira vez, às eleições autárquicas no concelho da Batalha, tendo agendada uma sessão de apresentação oficial da candidatura para o próximo dia 27 de Junho, pelas 17h00, na praça Mouzinho de Albuquerque, na Batalha.

Em nota enviada à comunicação social, são, no entanto, já revelados os cabeças de lista à Câmara e à Assembleia Municipal, respectivamente, Dário Florindo, de S. Mamede, e Ricardo Vala, na freguesia da Batalha. Afirmando-se “confiantes na necessidade de uma alteração no modo de governar localmente, com o objectivo de devolver o poder às pessoas e dar-lhes condições para fazerem mais por si próprias e pelo seu concelho”, os candidatos vêem uma “forte mobilização de muitos cidadãos cansados e preocupados com o rumo do actual estado de governação do Município da Batalha”, pelo que a Iniciativa Liberal “propôs-se a auscultar as necessidades dos batalhenses e tem vindo a desenvolver um programa político forte que devolva a esperança e o futuro aos batalhenses”. E adiantam como pilares “a transparência da governação, o crescimento e o desenvolvimento económico do Município, a capacitação e a melhoria das condições de saúde no Concelho e o desenvolvimento de uma política de proximidade”.

Dário Florindo, consultor especialista em temas de Governo e Sector Público, de 27 anos, adianta os objectivos a que se propõe: “Os batalhenses são um povo orgulhoso do seu esforço e da sua história. Querem um município orientado para o futuro, com decisões transparentes, com menos taxas, com menos burocracias, com menos propaganda política e mais e melhores cuidados de saúde, mais prosperidade e oportunidades de negócio, um turismo mais forte e um município com uma visão estratégica a longo prazo, capaz de responder aos desafios climáticos e tecnológicos, com projectos que tragam valor acrescentado e que permitam gastar melhor os nossos impostos. Enfim, um Município orientado para a melhoria da qualidade de vida dos batalhenses”.

Para Ricardo Vala, administrativo, de 53 anos, “deve ser função da Assembleia Municipal fiscalizar a acção governativa da Câmara, garantindo aos cidadãos do nosso concelho a liberdade para realizar o seu projecto de vida”. Nessa linha, compromete-se a “garantir que a Câmara será um agente facilitador e não um obstáculo na vida dos munícipes” e está empenhado em “provar a todos os nossos eleitores, incluindo os mais jovens, que a Iniciativa Liberal é o verdadeiro projecto político alternativo, sério, e que veio para ficar”.

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.