>Uma vida de recordações

>Uma vida de recordações

>O destino
Ou simplesmente simplicidade
Sinto isto desde pequenino
Fui construindo sempre amizade.
Semeada por todo o lado
E porque gosto muito de mim
Talvez seja esse o motivo de ser assim
Tenho a recompensa de ser estimado.
As ilusões não passam de ilusões,
Somos nós os verdadeiros pensadores
Deixando gravadas tantas recordações
São em nós da vida eternos valores.
O destino é lindo,
É como o perfume de uma flor
As pétalas vão murchando e caindo
Mas nunca morre o amor.
Somos a semente da ilusão,
Um celeiro conservador
Damos pela vida um valor de eleição
Sentindo com a força do amor.
A vida será sempre de ilusões,
Em cada momento uma recordação
A vida nos completa com paixões
As quais são guardadas com saudade no coração.

António Carreira Santos

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.