>Mensagem do Bispo de Leiria-Fátima para a Quaresma de 2009

>Mensagem do Bispo de Leiria-Fátima para a Quaresma de 2009

>Para uma nova primavera espiritual

1. Peregrinação interior às fontes da fé
Estamos prestes a entrar na “Grande e Santa Quaresma”, segundo a bela expressão dos nossos irmãos cristãos ortodoxos. Durante quarenta dias, todos os cristãos são convidados a fazerem uma revisão de vida e a reavivarem o dom da fé, recebido no baptismo, para celebrarem a Páscoa da Ressurreição com um coração novo. Quem não sente a necessidade dum tempo forte de mais recolhimento para pôr a vida em ordem?
Neste ano jubilar dedicado a S. Paulo, a Quaresma é, de modo especial, o tempo privilegiado para ir beber à fonte, ao coração do mistério da fé com a ajuda do Apóstolo. Queremos pois que a nossa Quaresma seja uma etapa da peregrinação do coração, com S. Paulo, até Jesus Cristo: uma peregrinação interior às raízes da fé, ao encontro pessoal com Cristo vivo.

2. Retiro espiritual com S. Paulo
Neste sentido proponho à diocese um “retiro popular”, acessível a todo o povo de Deus, com o tema “Permanecer no coração da fé com S. Paulo”, em ordem a um aprofundamento da fé e a uma revitalização da vida espiritual.
Como no ano passado, convido os cristãos a reunirem-se em pequenos grupos informais, uma vez por semana, durante uma hora, a fim de meditarem alguns belos textos de S. Paulo, segundo o método da leitura orante da Palavra de Deus (lectio divina) e partilharem a fé. Para este efeito já foi distribuído pelas paróquias um guião como subsídio para o retiro. Peço aos párocos o melhor empenho na organização deste grande retiro do Povo de Deus.
Na escuta e meditação da Palavra, cada um aprenderá a ler o seu coração e a sua vida com o olhar benévolo, misericordioso, amigo e cordial de Deus e a abrir-se à Sua graça e à Sua novidade. E, certamente, descobrirá surpresas de Deus!
«O coração humano – o teu, o meu, o de todos – é mais rico de quanto possa parecer; é mais sensível de quanto se possa imaginar; é gerador de energias inesperadas; é uma mina de potencialidades muitas vezes pouco conhecidas ou até sufocadas pela frustrante convicção de que “como assim, é impossível mudar alguma coisa” ou então “eu já não consigo”. Experimenta interrogar-te sobre as verdades que estão no mais profundo de ti. É um direito teu interrogares-te para te conheceres nas tuas luzes e sombras, para saberes donde vens, para onde estás a caminhar, que sentido tem a tua vida.
E no silêncio de algum momento sente-te querido por Deus e procura conhecer Jesus. Quando O conheceres, senti-lo-às próximo, amigo, vivo. E quando fizeres a experiência de suscitar um sorriso ou acender uma esperança na vida dos outros, dar-te-às conta de que também na tua vida haverá mais luz, mais sentido, mais alegria.» (Cardeal Martini)
Tenho a certeza de que o retiro popular, vivido nesta perspectiva, despertará uma nova primavera espiritual, uma primavera da fé nas nossas comunidades cristãs.

3. O perfume do jejum e da partilha
Esta perspectiva ajuda-nos ainda a descobrir o sentido da antiga e sempre actual praxis do jejum e da partilha quaresmais.
“Quando jejuares, perfuma a tua cabeça”, diz o Evangelho. Que perfume querem os cristãos espalhar nesta quaresma de 2009? Na Mensagem para a Quaresma, o Santo Padre Bento XVI convida a “valorizar o significado autêntico e perene desta antiga prática penitencial do jejum que pode ajudar-nos a mortificar o nosso egoísmo e a abrir o nosso coração ao amor de Deus e do próximo”.
Neste sentido, o jejum – nas várias formas expressivas da sobriedade de vida e de consumo – torna-se oração e comunhão. Reaviva o amor. Abre no coração a fonte da partilha. Não faz barulho, mas dá frutos de justiça e de caridade.
Neste ano marcado pela crise sócio-económica, cujas primeiras vítimas são os mais pobres, o fruto da habitual renúncia quaresmal na nossa diocese será destinado a duas instituições: ao Centro de Acolhimento da Paróquia da Sé de Leiria que serve alimentação e outros apoios às pessoas sem abrigo que passam pela cidade ou nela vivem e à Comunidade Vida e Paz ao serviço dos sem abrigo e da recuperação dos toxicodependentes.
A todos os diocesanos desejo uma “grande e santa Quaresma”!

† António Marto, Bispo de Leiria-Fátima

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.