>Bombeiros da Batalha celebraram 31 anos

>Loja Social e duas novas viaturas como prenda

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Concelho da Batalha (AHBVCB) celebrou o seu 31.º aniversário, no domingo 19 de Abril, data que ficou assinalada pela inauguração de uma Loja Social da instituição e pela bênção de duas novas viaturas para transporte de doentes.
As comemorações começaram com o hastear de bandeiras no quartel, pelas 09h00, seguindo-se uma romagem ao cemitério da vila, para homenagem aos bombeiros já falecidos, e a celebração de uma missa solene no Mosteiro de Santa Maria da Vitória.
No final da celebração, o corpo de bombeiros formou em parada, em frente ao Mosteiro, local onde actuou a fanfarra da corporação e foram benzidas duas novas viaturas para transporte de doentes, uma para a sede da Batalha, outra para a secção de S. Mamede. “É uma das nossas preocupações, visto existirem alguns veículos que já não cumprem os actuais requisitos legais para o serviço dos bombeiros”, afirmou Cecília Justo, presidente da AHBVCB, adiantando que estas duas ambulâncias “são essenciais para que os bombeiros prestem um serviço de qualidade à população”. Também o comandante dos bombeiros, Fernando Oliveira, salientou a importância da renovação do parque automóvel dos voluntários da Batalha, agradecendo o “esforço da direcção, da autarquia e dos benfeitores” para estas aquisições e referindo que seria ainda necessária “uma nova viatura para o combate a incêndios e também um renovado carro de comando”. A estas prendas, juntou-se a oferta de dois novos instrumentos musicais para a fanfarra recentemente constituída, e que é já um elemento de especial orgulho dos bombeiros, sobretudo na animação dos momentos festivos e solenes, como foi o caso.
Após o cortejo de bombeiros e viaturas pelas ruas da vila, seguiu-se um almoço de confraternização no quartel, que contou a presença de muitos familiares e amigos dos “soldados da paz”, bem como de diversas entidades convidadas, entre as quais, Nélio Gomes, presidente da Federação dos Bombeiros do Distrito de Leiria, e Rui Silva, representante da Liga dos Bombeiros Portugueses. Ambos frisaram a importância da união das pessoas em torno dos bombeiros nestas datas festivas, sobretudo numa altura em que as dificuldades que sentem são enormes. Acusando a legislação de ser “desajustada à realidade e asfixiante”, desincentivando a actividade dos voluntários, Nélio Gomes referiu também que as verbas atribuídas pelo Governo são insuficientes e poderão mesmo “levar ao encerramento de algumas corporações”.

Loja Social
A principal novidade desta efeméride foi, sem dúvida, a inauguração da nova Loja Social criada por esta associação. “Trata-se de um espaço de recolha de bens que as pessoas ou as empresas queiram oferecer, que estejam ainda em bom estado para o uso, e que serão posteriormente distribuídas gratuitamente a pessoas carenciadas do concelho”, explicou Cecília Justo. A presidente da AHBVCB refere que esta é uma das concretizações da preocupação social da nova direcção, indo ao encontro, sobretudo, das “novas formas de pobreza escondida, causadas pelo desemprego, pela crise que afecta cada vez mais famílias, e que nem sempre são facilmente sinalizadas”.
Assim, o novo espaço, a funcionar junto à igreja matriz da Vila, irá acolher roupas, calçado, brinquedos, móveis, material didáctico, electrodomésticos, alimentos e todos os outros produtos que aparecerem, “aquilo que as pessoas tenham em casa e queiram partilhar”. Para beneficiar deste serviço, os interessados deverão apresentar-se junto dos serviços sociais da autarquia ou das instituições de solidariedade social, que farão a triagem dos pedidos e os encaminharão para a Loja Social, onde receberão os bens à disposição.
O serviço será garantido por um grupo de voluntários, para já, durante as tardes de terças-feiras e sábados.

Texto e fotos: Luís Miguel Ferraz
(inéditos do blog)

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.