>Autárquicas 2009 – Debate na Golpilheira

>Autárquicas 2009 – Debate na Golpilheira

>

Listas de candidatos à Freguesia da Golpilheira
.
CDS
Anabela Ferreira Lopes
Paulo Jorge da Cruz Bagagem
Filomena Maria Bento Monteiro de Meneses
Margarida Vieira Grosso de Matos
Luís de Sousa Guerra
Maria da Luz do Rosário Rodrigues Ferraz
Ana Paula Vieira Lucas
Joaquim do Rosário Monteiro
Maria Helena Silva Vieira Matos
.
PS
José Carlos Reis Ferraz
Joaquim Monteiro Filipe Vieira
Maria Irene Moreira de Sousa
Paulo José Alves Ferreira
Joaquim Manuel Bento Monteiro
Sandra Isabel Soares Alves
Paulo Jorge de Almeida Vieira
Marta Inês Valério da Silva
Carlos Miguel da Silva Moreira
.
PSD
Carlos Alberto Monteiro dos Santos
José dos Santos Silva
Maria de Fátima Carreira de Sousa
Joaquim Lopes Cruz
Cesário Rodrigues dos Santos
Cristina Maria de Carvalho Agostinho
Paulo Manuel Rodrigues Antunes Rito
Armando Pereira de Sousa
Joana Rita Grosso Valério
.
Publicamos de seguida os textos de campanha enviados pelos cabeças-de-lista à Junta de Freguesia da Golpilheira e à Câmara Municipal da Batalha…

Candidatos à Freguesia da Golpilheira
 
Anabela Lopes – CDS-PP
As razões para acreditar numa mudança sustentável são mais que muitas. Se por um lado é preciso desenvolver e inovar, por outro é fundamental não comprometer o futuro dos habitantes. É este futuro que nos preocupa, e que foi o mote principal da candidatura do CDS/Independentes à freguesia da Golpilheira. Com a liderança de Anabela Lopes e toda uma equipa determinada e dinâmica nos mais variados níveis, sem dúvida que seremos capazes, não apenas de ver, mas sobretudo de vencer barreiras. São as pessoas que fazem parte desta equipa o factor chave para impulsionar mais-valias à freguesia, e com elas, temos ainda a certeza que os egoísmos e demais interesses altruístas serão deixados de lado.
A realidade salta à vista de todos, e não somente dos mais atentos. As necessidades ao nível estrutural são muitas, não apenas no que respeita à área desportiva, mas também no que concerne aos aspectos sociais e culturais associados à Golpilheira. Preocupam-nos as pessoas desta freguesia.
Sabemos que há muitas coisas por cumprir, pelo que não vamos acrescentar mais promessas ao rol que teima em existir. Prometemos sim, uma política de trabalho e de luta, uma política que acompanhe de perto as necessidades e os direitos fundamentais da nossa freguesia. É imprescindível impulsionar o tão falado polidesportivo, que infelizmente volta a ser alvo de campanha. Propomo-nos a valorizar não apenas o desporto e os jovens, mas também a nossa população idosa, com a criação de condições que satisfaçam necessidades básicas.
Desenvolveremos as estruturas rodoviárias, a iluminação pública, a formação dos habitantes, as actividades lúdicas e a criação de espaços de recreio. Não esqueceremos as actividades ambientais e o apoio à agricultura.
Reconhecemos que o tempo é de crise, mas temos de ser persistentes e acima de tudo valorizar os recursos da nossa própria freguesia.
Dia 11 de Outubro será o marco da mudança para todos aqueles que acreditam num futuro melhor, e que assim depositam a confiança em nós.
Conscientes de todas as dificuldades, uma certeza indiscutível temos, tal como o CONDESTÁVEL VAMOS LUTAR e desta forma a JUNTA VAI MUDAR, a GOLPILHEIRA VAI GANHAR.
 
José Carlos Ferraz – PS
A equipa que concorre à Junta de Freguesia da Golpilheira é constituída por gente dinâmica, experiente e conhecedora da realidade da Golpilheira. Uma equipa sem interesses pessoais, disposta a trabalhar com responsabilidade e isenção durante todo o mandato e não apenas no início e no final quando as eleições estão à porta. Sendo o nosso lema “A Golpilheira é a nossa casa”, é nossa intenção chamar todos os golpilheirenses a participar na definição de prioridades e identificação das situações que contribuam para a melhoria da qualidade de vida, desenvolvimento e bem-estar efectivo da população.
Propomo-nos, entre outras coisas, promover a melhoria da acção social, da saúde e da segurança das populações; promover o desenvolvimento urbanístico; promover o desenvolvimento económico e ambiente; promover a educação e a cultura e apoiar e promover a juventude e o desporto.
Pretendemos e tudo faremos para sermos uma Junta de Freguesia que colabore com a Câmara Municipal, mas saiba ser crítica e independente quando os valores e ambições da freguesia da Golpilheira estiverem em causa. Pretendemos ainda que o funcionamento da Junta seja transparente, com objectivos práticos e que correspondam aos anseios da população.
Contamos com a confiança e apoio de toda a população, porque “A Golpilheira é a nossa casa” e por ela estaremos disponíveis para trabalhar e dar o nosso melhor.
 
Carlos Alberto Monteiro dos Santos – PSD
Candidato-me a um segundo mandato, porque entendo ser fundamental seguir o rumo que nos últimos quatro anos foi traçado, e o apoio que me tem sido transmitido motiva-me a continuar a transformar a Freguesia passo a passo e de acordo com as prioridades gerais.
Conseguimos educar a maioria dos golpilheirenses, no sentido de perceberem as reais competências de uma Junta de Freguesia. Pedem-nos mais do que aquilo que podemos e conseguimos fazer, mas nunca diremos que não vamos tentar responder aos anseios da população. Seremos, como fomos, mais uma força do vosso lado.
Neste momento, lidero uma equipa renovada e dinâmica, com provas dadas ao serviço da comunidade e da imagem que os golpilheirenses têm da sua Junta de Freguesia, a forma como as questões são abordadas directamente pelo executivo, sem tempos de espera, nomeadamente na parte de secretariado.
No entanto, facilmente diagnosticamos a falta de uma infra-estrutura de apoio aos mais velhos, que passam os dias sozinhos. Ainda neste mandato e durante a construção do edifício-sede da Junta de Freguesia, decidimos que o espaço do piso inferior seria para ocupar com um centro de convívio para satisfazer essa necessidade. Basta que um grupo de voluntários se reúna e crie uma dinâmica que permita a abertura do espaço, ainda antes do final do ano de 2009.
No próximo mandato, continuaremos a tentar encontrar um espaço junto ao rio Lena para lançar um parque de lazer. Nunca é demais lembrar que a Golpilheira é das poucas freguesias da região que não tem baldios a gerir, daí a dificuldade de recorrer a um privado.
Lembro, também, o papel fundamental que a Junta de Freguesia irá ter para a construção do pavilhão desportivo: o projecto é da nossa autoria e o Município avançará com a obra (cerca de 600 mil euros), assim que tiver autorização do Ministério do Ambiente.
Resumindo, se novamente for merecedor da confiança dos eleitores, continuarei a ser o que fui, abordando com frontalidade e estando presente onde me compete estar.
 

Candidatos ao Município da Batalha
 
Horácio Moita Francisco – CDS-PP
Porque somos defensores da Coerência, da Dignidade e da Seriedade, ao contrário do nosso adversário, que já tem 16 anos de poder + 4 de vereador, o que temos de considerar ser muito tempo, para pouca obra feita. Para além de ter vendido a sua alma, a troco não sabemos de quê, nem porquê. Mas, possivelmente, poderemos pensar?
Por acreditarmos, e estarmos dispostos a trabalhar pelo concelho, para encontrar soluções para os muitos problemas que afectam as populações da, em suma, a Batalha, Golpilheira, Reguengo e São Mamede. Porque não queremos, nem desejamos ver, o adiamento de projectos prometidos e não cumpridos há mais de 12 anos, não vamos, nem desejamos fazer promessas em vão.
Vamos ter um lema para cumprir, que é Trabalho, Trabalho e muito Trabalho, na defesa do projecto em que acreditamos, “a Batalha em Acção, um projecto para o Concelho”, nas áreas da Saúde, Cultura, Associativismo, Desportiva, Juventude, Modernização Autárquica, Educativa, Formação Profissional, Informação e Comunicação Social, Agrícola, Politica Social e Terceira Idade, Transportes e Acessibilidades, Habitação e Urbanismo, Ambiente, Turismo, Desenvolvimento, Saneamento, Infra-estruturas, Económica, Comercial e Industrial.
A candidatura CDS/Indep., liderada por Horácio Francisco e a sua equipa, assume ambicioso projecto para a Batalha, garantindo estar já a trabalhar, para assim que for eleita, tomar decisões inadiáveis que, em “quatro anos, coloquem o Município da Batalha, na rota da inovação e do desenvolvimento”.
Queremos acabar com 12 anos de inércia de António Lucas, agravados nestes últimos 8 anos, com a bandeira do PSD, o concelho tem vindo a sentir a sua mudança pela negativa, devido à clara incapacidade vivida pelo seu actual presidente, que apenas é bom a fazer a política de charme e da demagogia. Em contraste, com a inovação e progresso, de crescimento e desenvolvimento que o CDS levou a cabo, enquanto esteve à frente dos destinos do concelho, cujos frutos foram visíveis entre 1989 e 1997, com Raul Castro.
Daí que a candidatura do CDS/Indep. à Câmara Municipal e aos restantes órgãos sinta que a CÂMARA VAI MUDAR, a BATALHA VAI GANHAR. Também a população do concelho aparenta estar com essa forte vontade, de recuperar o tempo perdido e fazer uma Batalha próspera, sem a política da hipocrisia e da demagogia.
 
José Joaquim Filipe Valentim – CDU
As eleições autárquicas vão realizar-se num quadro de crise económica, social e financeira bastante grave, cujas consequências económicas atingem gravemente a região e o concelho da Batalha em particular.
Todos sentimos diariamente o agravamento das condições de vida e de trabalho. O concelho tem hoje cerca de 500 desempregados.
Os candidatos da CDU são mulheres e homens da nossa terra, que a estimam e querem dar o seu contributo para que se torne um lugar melhor para viver e trabalhar.
Merecem confiança, porque se revelaram na luta por melhores condições de vida e de trabalho.
A CDU defende a modernização dos Serviços Administrativos, melhor articulação com as Freguesias, o reforço dos Serviços do Município a fim de garantir a maior capacidade da realização directa.
A CDU trabalhará pela rápida concretização dos investimentos prometidos para a Freguesia da Golpilheira, pelo correcto ordenamento do território, modernização da agricultura, de condições para a fixação da indústria, o desenvolvimento do comércio, do turismo. O desenvolvimento equilibrado e sustentado do concelho. A gestão sustentável dos recursos disponíveis, a defesa dos recursos hídricos, do Rio Lena, do ambiente, dos recursos naturais.
A CDU defenderá a Escola Pública, com refeitórios de qualidade e dotada dos meios indispensáveis à conveniente formação dos jovens. A qualidade do ensino profissional iniciado pela Escola de Artes e Ofícios Tradicionais da Batalha, cuja tentativa de encerramento foi contrariada pelo deputado do PCP, Miguel Tiago, agora integrada nas Escolas Secundárias. A qualidade da rede pré-escolar e das actividades de tempos livres. Serviço de Atendimento Permanente na Batalha, uma rede de Centros de Dia, uma rede de serviços de apoio social. A qualificação da rede viária, o IC 9 e a variante do IC 2 sem portagens.
Para a melhoria da qualidade de vida na nossa terra, é indispensável eleger os candidatos da CDU. O compromisso assumido pelos candidatos da CDU merece toda a Confiança.
 
Francisco Meireles – PS
Enquanto candidato à Câmara Municipal da Batalha e sendo fiel ao meu princípio de equidade de todas as freguesias na distribuição de recursos e serviços, proponho-me tratar a Golpilheira, atendendo à exiguidade das receitas de uma freguesia pequena e sem muitos recursos económicos que lhe permitam um plano de desenvolvimento sustentado, de modo a que os seus habitantes possam usufruir das mesmas condições que os habitantes de qualquer outra freguesia do concelho.
Particularmente gostaríamos de ver a Golpilheira servida por uma rede viária de qualidade, com passeios de protecção aos peões, com um percurso pedonal que a ligasse à Batalha pelas margens do Lena, um pavilhão Gimnodesportivo digno (que tem pelo menos 4 anos de atraso), um sistema de regulação do caudal do Lena de modo a estender o espelho de água até à Golpilheira mantendo o nível freático que sempre serviu o vale e que agora se encontra em perigo.
Penso ainda, em colaboração com a Câmara de Leira, melhorar a mobilidade dos golpilheirenses em direcção a Leiria, requalificando a velha estrada da Malaposta e criando um eixo viário Casal Mil Homens – Casal da Cortiça – Leiria.
Relativamente à área da saúde, a Unidade de Saúde da Golpilheira será integrada na Unidade de Saúde Familiar (USF) de modo a que, no horário não abrangido pelo médico de família residente, os utentes possam ser sempre atendidos sem necessidade de recorrer ao SAP. As USFs regem-se pelo princípio de atendimento no dia a todos os utentes que a ela se dirijam, o que irá varrer definitivamente da memória dos golpilheirenses as noites passadas à porta da Unidade de Saúde para conseguir uma consulta e que actualmente já se não verifica. Vamos ainda implementar um serviço moderno, no âmbito do Simplex, para marcações de consultas e renovação de receituário para doenças crónicas via Internet.
Podem os golpilheirenses contar comigo para todas as ocasiões e dificuldades. Se for Presidente será para estar ao serviço das populações, promover o seu bem-estar e aumentar a sua qualidade de vida.
António Lucas – PSD
Porque devem votar na minha lista para a Câmara Municipal?
Porque não devemos correr riscos desnecessários, votando no desconhecido, quando podemos escolher quem tem provas dadas, quem tem as melhores e mais capazes equipas, quem já demonstrou que a honestidade e a competência são pontos de honra;
Porque sabem que ninguém destas equipas se aproveitará dos lugares públicos para daí retirar benefícios pessoais;
Porque sabem que conhecemos bem a Lei, os circuitos do Estado e da Administração, facilitando a resolução de problemas;
Porque sabem que iremos continuar a ter fortes preocupações de carácter social, através da implementação de mais programas e medidas que facilitarão a vida aos mais desfavorecidos, como é o caso do apoio nos medicamentos, das isenções e reduções nas mensalidades de ATL e refeições das escolas, da criação de centros de convívio para idosos, da criação do banco de ajudas técnicas, da boa articulação com as IPSS e colectividades, da criação do banco de voluntariado, da criação em parceria da loja social;
Porque sabem que continuaremos a manter o concelho com elevados índices de qualidade de vida;
Porque sabem que continuaremos a pagar a tempo e horas aos nossos fornecedores;
Porque sabem que iremos aproveitar até ao último cêntimo todas as verbas do QREN, para tornar o concelho da Batalha ainda mais desenvolvido e sustentável;
Porque sabem que temos já garantidos investimentos apoiados pelo QREN no montante de 20 milhões de euros;
Porque sabem que connosco as termas serão uma realidade;
Porque sabem que continuaremos a apostar fortemente na educação, no desporto e na cultura, áreas fundamentais para o desenvolvimento equilibrado de qualquer sociedade;
Porque sabem que a educação será sempre prioridade com qualidade, arrancando os ATL e refeições na hora certa, para melhorar as condições de vida das jovens famílias;
Porque sabem que implementámos o FINICIA e o Micro Crédito e tudo iremos fazer para continuar a criar boas condições para as empresas gerarem emprego e riqueza;
Enfim, porque sabem que a porta da vossa Câmara estará sempre aberta.
Quanto aos projectos mais específicos, encontram-se disponíveis no endereço http://www.batalhasolidaria.com/
 
 
 
 
Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.