Centro Recreativo da Golpilheira celebra 50 Anos com festa rija

Ver todas as fotos aqui: https://jornaldagolpilheira.pt/fotografias/fotos-do-jornal-da-golpilheira-2019/

O aniversário do Centro Recreativo da Golpilheira é em Março, mas é no Verão que se assinala festivamente, sempre a meados de Julho. Este ano assim foi também, nos dias 12 a 15. O clima, no entanto, quis manter-se fiel à Primavera e trouxe a chuva para o dia de abertura do cartaz, inviabilizando a actuação de “Elsa Gomes & Dr. Rex”, que ficou adiada para um concerto em data a anunciar. Ainda assim, algumas dezenas de pessoas andaram pelo arraial e mostraram ser mais insistentes do que o tempo.
Passado este percalço, tudo correu como previsto: o restaurante encheu-se por diversas vezes a todas as refeições, o bar, o café da avó e a quermesse estiveram sempre a abarrotar de clientela e o recinto cheio vibrou pela noite fora, com a música de Nuno Marques, Nintendo Nada, Banda Kroll e FH5.
Uma nota especial para a corrida de carros de rolamentos “Rodas de Aço”, que desde há 10 anos, é o ex libris destas festas. Pelas 3 maiores rampas da freguesia, mais de 50 carros deslizaram a todo o gás, com um ou outro despiste sem gravidade a assinalar. É talvez o momento de maior afluência, com muitas centenas de pessoas a apreciar a criatividade dos construtores, a destreza dos condutores e, claro, o espalhanço dos mais desastrados. E também a esvaziar os barris da imperial, que é coisa que também desliza bem.
Esta festa foi o culminar de uma semana cheia de diversas outras actividades, iniciada com o descerramento da lápide dos 50 anos e o Festival de Folclore (ver pág. 4) e incluindo caminhadas, demonstrações de dança, torneios desportivos e muito trabalho de preparação do arraial.
O apontamento final vai para o pormenor cénico, na sede da colectividade, com a montagem de algumas exposições de cenas rurais, artes e ofícios tradicionais e a história desta colectividade, que se funde com a história da aldeia neste último meio século.
Tudo somado, deu um fim-de-semana muito animado e participado, significativo da vitalidade da colectividade e da garantia de que os próximos 50 anos só podem ser ainda melhores.

Lápide dos 50 anos do CRG

No dia 6 de Julho, antes do Festival de Folclore, foi descerrada uma pequena lápide que ficará a assinalar a passagem dos 50 anos do Centro Recreativo da Golpilheira, na fachada da sua sede. O breve momento simbólico contou com a presença do presidente da Câmara da Batalha, Paulo Batista Santos, e do presidente da Junta de Freguesia da Golpilheira, José Filipe, bem como do presidente do CRG, Fernando Ferreira, e outras pessoas ligadas à colectividade.

Texto e fotos: LMF

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.