Futsal Feminino do CRG: Uma época de sucessos

Atletas em destaque nesta época…

Terminou mais uma época desportiva e já se prepara o regresso às competições para temporada de 2019/2020. É tempo de descanso e de balanços, pelo que fomos conversar com Teresa Jordão, coordenadora do Futsal do Centro Recreativo da Golpilheira e treinadora das duas equipas femininas que andaram pelos campeonatos e taças nacionais.
“A equipa sénior concretizou o seu principal objectivo da época, garantindo a fase de apuramento de campeão e consecutiva participação no Campeonato Nacional da próxima época”, afirma, lamentando ter atingido o “segundo objectivo”, que seria chegar à “Final Four” da Taça de Portugal. Ainda assim, salienta que “esta equipa, desde que há Campeonato Nacional, sempre figurou nas 8 melhores nacionais” e – nunca é demais lembrar – já foi campeã nacional, em 2013/2014, precisamente no ano de estreia desta competição.
Quanto à equipa júnior, “nada mais podia pedir-se na sua principal competição, já que conquistou o seu 11.º Campeonato Distrital (4.º consecutivo) e a sua 8.ª Taça Distrital (2.ª consecutiva). Na Taça Nacional de Juniores, à semelhança da equipa sénior, “ficámos nas 8 melhores equipas a nível nacional”.
Durante esta época, algumas atletas destacaram-se também nas selecções, como foi o caso de Beatriz Santos, Beatriz Gomes e Joana Dinis, das sub-17 da equipa júnior, que foram convocadas para a Selecção Distrital que disputou o Torneio Interassociações organizado pela Federação Portuguesa de Futebol. Beatriz Santos foi, além disso, convocada para dois estágios da Selecção Nacional Sub-17 de Futsal.
“Os objectivos principais das equipas foram conseguidos, o que se traduz por uma época bastante positiva”, resume Teresa Jordão, com as baterias já apontadas aos próximos desafios: “já estamos a trabalhar e os plantéis das equipas júnior e sénior estão praticamente definidos”.
Na equipa júnior, salienta-se a subida de escalão e consequente integração no plantel sénior de quatro jogadoras, havendo a entrada de 4 ou 5 jogadoras novas.
Por outro lado, a equipa sénior vai contar com oito jogadoras da época transacta, quatro sub-20 (vindas da equipa júnior) e mais uma sub-17 que se vai “dividir” entre equipa júnior e sénior. “Um plantel que junta a experiência à juventude e que nos dá garantias para atingir os nossos objectivos”, garante a treinadora.

LMF

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.