Drones e câmaras móveis reforçam videovigilância florestal na região de Leiria

Drones e câmaras móveis reforçam videovigilância florestal na região de Leiria

Realizou-se hoje, em Leiria, um exercício de teste e demonstração dos novos equipamentos que completam o sistema de videovigilância e deteção automática de incêndios, como componente de apoio a decisão, em desenvolvimento na Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria (CIMRL).

O atual sistema de videovigilância florestal e deteção automática de incêndios, da responsabilidade da CIM Região de Leiria, vai ser reforçado com novas câmaras, instaladas em drones, e câmaras móveis em veículos, em complemento com a atual cobertura da rede fixa de videovigilância e no reforço da eficácia do projeto, inclusive com a disponibilidade de câmaras de infravermelhos de alta definição, para uma leitura mais completa do terreno e operar em condições de reduzida visibilidade, segundo nota de imprensa.

A região conta atualmente com um sistema gerido pela GNR e pelo Centro Distrital de Operações de Socorro Leiria (CDOS), com um dispositivo dotado de 11 torres de videovigilância e dois Centros de Gestão e Controlo, que cobrem 85% do território.

A CIMRL é a entidade que concretiza a totalidade do investimento, nesta última fase do projeto em mais cerca de 335 mil euros, com financiamento do POSEUR.

‘’Este investimento, no montante global de 1,2 milhões, financiado por fundos europeus, através do POSEUR – Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, representa uma forte aposta na prevenção e combate dos fogos florestais, cujos resultados nos últimos 2 anos de operação são francamente positivos e um exemplo de eficácia a nível nacional”, adiantou o vice-presidente da CIMRL, Jorge Vala, citado na nota de imprensa.

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.