Reguengo do Fetal: “Procissão dos Caracóis” quer ser Património Cultural Imaterial

Reguengo do Fetal: “Procissão dos Caracóis” quer ser Património Cultural Imaterial

“Vamos ajudar a classificar a Procissão dos Caracóis como património cultural imaterial” é o mote da campanha que iniciou a candidatura da secular celebração das Festas de Nossa Senhora do Fetal à classificação como Património Cultural Imaterial de Portugal.

Envolvendo a Paróquia e a Junta de Freguesia do Reguengo do Fetal, a Câmara da Batalha e o Museu da Comunidade Concelhia, o processo é complexo e exige vários requisitos técnicos, estando a ser conduzido em articulação com a Direcção Geral de Cultura do Centro.
Uma das condições para a classificação é que a tradição/manifestação continue viva, o que acontece neste caso, já que a “Procissão dos Caracóis” é actualmente o evento de maior expressão popular naquela freguesia, envolvendo todas as gerações, incluindo os emigrantes. Como sabemos, o centro da festa são as duas procissões nocturnas, a primeira, no último sábado de Setembro, com a descida da imagem de Nossa Senhora da sua ermida até à igreja paroquial, e a segunda, no sábado seguinte, com o regresso da imagem ao seu santuário.
Esta tradição está documentada em milhares de fotografias, vídeos, artigos de jornal, livros, entre outros suportes, que a organização da campanha pretende reunir. Os interessados em colaborar deverão enviar contributos para o e-mail procissaodoscaracois@gmail.com.

Está prevista para Dezembro uma exposição de alguns desses registos no Posto de Turismo da Batalha.

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.