>Festa do 38º aniversário do Centro Recreativo

>Festa do 38º aniversário do Centro Recreativo

>

Nem a chuva faltou…

Ano após ano, a colectividade da nossa terra vai comemorando a continuação da sua actividade, sempre com o espírito festivo que é apanágio dos golpilheirenses. Neste 38º aniversário, numa altura em que grandes dificuldades continuam a marcar o dia-a-dia associativo, mercê das muitas contas para pagar ao fim do mês, a festa não deixou de ser animada e a mostrar que os sócios e amigos desta casa estão confiantes no futuro. Isso mesmo afirmou o presidente, Fernando Ferreira, a propósito desta realização. “Os tempos não estão fáceis, mas é por isso mesmo que não podemos baixar os braços, porque acreditamos que dias melhores virão”, referiu ao Jornal da Golpilheira, acrescentando que “a melhor prenda de aniversário é a presença em grande número de pessoas da nossa terra e zonas vizinhas, até porque as festas são importantes para cimentar o amor a esta associação e também para a obtenção das verbas tão necessárias para o seu futuro”.
A julgar pela circulação no bar e no restaurante do salão, podemos dizer que foi grande a participação da população. Ninguém faltou, nem mesmo a chuva… mas essa não conseguiu estragar a festa. O único inconveniente foi ter de ser adiada a realização das “Rodas de Aço”, a tradicional descida de rampas em carros de rolamentos, que acabou por se fazer no domingo seguinte e significou o prolongamento da festa por mais um dia (ver página 5).
A abertura do palco coube, como é tradição, ao folclore. O 18º festival organizado pelo rancho da colectividade foi do agrado do muito público presente (ver página 4). Na noite seguinte, a Banda Kroll não deixou os seus créditos por mãos alheias, sendo já uma presença habitual nos nossos festejos, dada a sua ligação original à nossa terra. No último serão, mais dedicado a música de dança, os também nossos habituais animadores Fernando Mendes e Ana Sofia serviram boa disposição até ao fechar do pano.
Este ano, houve uma animação especial do recinto, com a presença de alunos da Escola Profissional e Artística da Marinha Grande, que montaram uma tenda de actividades para os mais pequenos poderem brincar aos desenhos e às pinturas e que mostraram algumas das suas habilidades no lançamento do fogo e outras artes circences.
Uma das novidades deste ano foi o arranjo do recinto anexo ao CRG, propriedade da Câmara da Batalha, já com calçada colocada e ajardinamento visível. Foi, sem dúvida uma boa notícia para aquele espaço, que serve, sobretudo, de recreio para as nossas crianças que frequentam as Actividades de Tempos Livres.
Luís Miguel Ferraz





Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.