>93.º aniversário da Batalha de La Lys

>93.º aniversário da Batalha de La Lys

>Ministro da Defesa presidiu às comemorações na Batalha

No passado dia 9 de Abril, comemorou-se na Batalha mais um aniversário – o 93.º – da Batalha de La Lys, sendo um dos objectivos destas cerimónias não só honrar a memória de todos os soldados portugueses que combateram e perderam a vida ao serviço da Pátria, quer na 1.ª Grande Guerra (1914-1918), quer nas guerras de África (Angola, Guiné e Moçambique), entre 1961 e 1975.

As cerimónias oficiais iniciaram-se pelas 10h45, com uma missa solene no Mosteiro, em memória dos Combatentes falecidos. Seguiu-se a recepção, no largo fronteiro à entrada principal do Mosteiro, às entidades civis e militares convidadas, feita pela entidade organizadora e anfitriã, a Liga dos Combatentes (LC), na pessoa do seu presidente, Tenente General Joaquim Chito Rodrigues.

Com a chegada do ministro da Defesa Nacional, Augusto Santos Silva, que presidiu às cerimónias, seguiu-se a revista às tropas em parada, uma companhia a três pelotões, um de cada ramo das Forças Armadas, após o que se proferiram as alocuções alusivas à efeméride, pelo presidente da Direcção Central da Liga dos Combatentes e pelo ministro da Defesa.

Após o desfile das forças em parada, aberto pela Banda da Força Aérea, as entidades dirigiram-se ao Museu de Oferendas, no Mosteiro, onde Augusto Santos Silva assinou o Livro de Honra. Já na Sala do Capítulo, Eduardo Lourenço proferiu uma “aula de sapiência” sobre a problemática da defesa nacional, das Forças Armadas e dos Combatentes, após o que se seguiu a deposição de flores, por mais de 30 entidades, no Túmulo do Soldado Desconhecido.

Como é habitual, estiveram presentes nestas comemorações dezenas de representantes de Núcleos e outras associações de combatentes do País, que, com os seus guiões e estandartes, deram um brilho especial à ocasião. Presentes estiveram também muitas centenas de pessoas, da Batalha e não só, que não quiseram perder a comemoração desta importante efeméride nacional.

As cerimónias terminaram com um almoço volante servido a mais de 400 convivas, no Regimento de Artilharia de Leiria.

Silvino Damásio, presidente do Núcleo da Batalha da LC

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.