Bombeiros Voluntários da Batalha reforçam património material e humano

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Batalha (BVB) comemorou os 41 anos de actividade, no passado dia 28 de Abril, no Reguengo do Fetal, prosseguindo o objectivo de descentralizar esta efeméride pelas várias freguesias. O início foi, no entanto, na Batalha, com o hastear das bandeiras no quartel e uma homenagem aos bombeiros falecidos, no cemitério, onde foram também apresentadas as recentes melhorias no talhão da corporação.
Já no Reguengo, após a Missa, o efectivo alinhou-se em parada na praça para a sessão solene e, com muitos populares presentes, intervieram o presidente da direcção e o comandante dos BVB, respectivamente, Jorge Novo e Fernando Bastos, bem como os convidados: o presidente da Câmara da Batalha, Paulo Batista Santos, o presidente da Federação dos Bombeiros do Distrito de Leiria, Almeida Lopes, o representante da Liga dos Bombeiros Portugueses, António Marques, e o 2.º Comandante Distrital de Operações de Socorro, Mário Cerol.
Na ocasião, foi benzido um veículo tanque táctico urbano, oferecido pela empresa Clara e Gema, de São Mamede, e uma ambulância, cedida pelo INEM. Seguiu-se a atribuição de medalhas de assiduidade de 5, 10, 15, 20 e 25 anos, bem como a de Serviços Distintos Grau Prata ao bombeiro Fernando Vieira, após o que os voluntários desfilaram pela localidade e participaram num almoço de confraternização com familiares e amigos.
Segundo Jorge novo, “os objectivos deste mandato foram o aumento da quantidade de bombeiros da corporação, a qualidade da actuação por aumento de formação e disponibilização de mais equipamentos e veículos, a aposta na segurança pessoal e no conforto dos voluntários e o reforço da ligação à comunidade”. Tudo isto seguindo a “estratégia de diálogo e cooperação com todas as entidades” e em fidelidade ao lema “sem olhar a quem”.

Novos bombeiros e centro de formação

Ver todas as fotos aqui: https://jornaldagolpilheira.pt/fotografias/fotos-do-jornal-da-golpilheira-2019/

Passados cerca de dois meses, a 29 de Junho, houve novo motivo de festa, com o juramento de 13 novos bombeiros, aprovados após cerca de um ano de intensa formação teórica e prática. Precisamente para apoio a esta formação, foi inaugurado neste dia, no edifício restaurado da antiga escola primária dos Pinheiros, cedido pela Câmara da Batalha, um novo espaço com equipamentos para ensino em sala e treino de fogo real, desencarceramentos, entre outros exercícios.
Mas “o principal activo são as pessoas”, como sublinharam as várias entidades presentes, dando os parabéns à corporação pelo reforço de efectivos jovens que tem assegurando anualmente. Agradecendo os vários apoios de instituições, empresas e pessoas para o apetrechamento da corporação, o comandante e o presidente da direcção foram os primeiros a sublinhar esse facto e a aposta que é feita na formação, para garantir a excelência do trabalho dos “soldados da paz” na Batalha. O 2.º Comandante Distrital de Operações de Socorro afirmou, mesmo, que “os bombeiros da Batalha destacam-se pela qualidade da preparação que fazem dos seus elementos” e lembrou que “esta é a missão mais nobre do voluntariado, para a qual é fundamental o espírito de união para ultrapassar os momentos menos bons”. Mário Cerol Frisou ainda papel das famílias destes jovens, “pela educação que lhes deram nos valores da solidariedade e amor ao próximo”.
Também o presidente do Município sublinhou o “orgulho que as famílias destes jovens devem sentir” e agradeceu a estes e a todos os bombeiros a dedicação ao bem comum e a colaboração que oferecem na prevenção e na resposta à protecção civil. Paulo Batista aproveitou para anunciar que o tema do voluntariado será o mote da sessão solene deste ano, onde serão homenageados, entre outros, quatro fundadores dos BVB ainda no activo e prometeu que não faltará o apoio municipal necessário para o bom funcionamento da corporação batalhense.

Ver todas as fotos aqui: https://jornaldagolpilheira.pt/fotografias/fotos-do-jornal-da-golpilheira-2019/

Após esta sessão e o acto inaugural do novo centro de formação, presidido pelo pároco da Calvaria, padre José Henrique Pedrosa, foram também benzidos quatro veículo: uma nova viatura de transporte de doentes, oferecida pela Caixa Agrícola da Batalha, uma restaurada viatura de combate a incêndios, cuja recuperação foi patrocinada pela empresa Erofio, e duas viaturas de apoio, já usadas, uma oferecida pela REN e outra pela EDP.
A tarde terminou com jantar volante, naquele espaço, em confraternização com familiares e amigos.

Luís Miguel Ferraz

Partilhar/enviar/imprimir esta notícia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.